Acessibilidade
Publicado em 10/08/2018 13h33

Calçada com piso tátil em zigue-zague, gera debate na em rede social

A obra fica na Rua Delegado Osmar de Camargo, no Jardim Veraneio

Da redação

Calçada fica no Parque dos Poderes, em Campo Grande - Valdenir Rezende Calçada fica no Parque dos Poderes, em Campo Grande - Valdenir Rezende

A calçada da rua Delegado Osmar de Camargo, Jardim Veraneio, no Parque dos Poderes, ganhou as redes sociais nesta sexta-feira (10), pela construção em zigue-zague do piso tátil. O que deveria auxiliar os cegos a transitar pela via, tem sido motivo de reclamação.

O caso chamou atenção dos internautas e virou alvo de críticas na internet. Alguns citaram a preocupação em preservar as árvores enquanto outros perceberam a inadequação da obra. Na página do Facebook, "Passeando em Campo Grande", por exemplo, Rafael Ribeiro Mendes comentou, "Só pode ser montagem isso. Não é possível que isso seja em Campo Grande".

Para preservar as árvores plantadas no local, onde está o prédio da Academia de Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, a empresa de engenharia que realiza obras para a Prefeitura de Campo Grande na região, optou por colocar o piso tátil contornando as plantas. Salvou os arbustos, mas dificultou a vida de quem não enxerga.

Segundo a equipe da prefeitura, que ficou responsável pela obra, a intenção foi preservar as árvores, mas, segundo opinião do engenheiro Marco Aurélio Candia Braga, normas técnicas foram negligenciadas. A regra, segundo ele, é: "primeiro as pessoas, depois as árvores".

A Acadepol diz que a obra ainda não foi finalizada e que as curvas existentes são por conta das árvores. "Elas são antigas e tem uma determinação da Secretaria do Meio Ambiente para não retirá-las. Se for necessário, até para atender melhor os portadores de necessidades especiais, haverá uma adequação para atender este público e também respeitar o tempo de vida das árvores, já que não podem ser retiradas", ressaltou a diretora da Acadepol, Maria de Lourdes Cano.

 
component obsolete or component error