Publicado em 14/05/2018 17h14

Vítima decapitada pode ser jovem desaparecida há 8 dias na Capital

Investigação diz que modo como ela foi encontrada pode atestar envolvimento de facção criminosa ou até mesmo algo para confundir real motivo do crime.

G1 MS

EnfoqueMS EnfoqueMS

A Polícia Civil diz que a mulher encontrada decapitada nesta segunda-feira (14), em Campo Grande, pode ser uma jovem desaparecida há 8 dias. Segundo o delegado Ricardo Meireles, familiares da possível vítima estão no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) para fazer o reconhecimento. Entre as hipóteses, a investigação não descarta o possível envolvimento de facção criminosa no crime ou até tamanha crueldade para confundir sobre o real motivo.

"Estamos aguardando a confirmação do parente mais próximo e, se der positivo, vamos verificar a linha de identificação. Já estamos ouvindo familiares e fomos até a residência dela para saber o modo de vida dela e se realmente o crime foi a mando de alguma facção criminosa ou até mesmo tenha outra motivação, com uma possível decapitação para confundir a investigação", afirmou o delegado.

Entenda o caso

A vítima foi encontrada em um terreno baldio na divisa dos bairros Santa Emília e São Conrado. Um morador que passava pelo local viu o corpo e chamou a polícia. Conforme o delegado, a suspeita é de que a mulher tenha sido morta na noite de domingo (13) em outro local e deixada onde foi encontrada.

Não foram encontradas marcas de sangue no terreno. A polícia suspeita ainda que a vítima tenha sido amarrada antes de ser morta e não há indícios de reação. Ela aparenta ter entre 20 e 30 anos.

Envie seu Comentário