Publicado em 22/11/2017 18h59

Temer dá posse a ministro e prega unidade por Reforma da Previdência

Alexandre Baldy tomou posse do Ministério das Cidades nesta quarta-feira

R7

Michel Temer deu posse a Baldy nas Cidades
Alan Santos/PR - 22.11.2017 Michel Temer deu posse a Baldy nas Cidades
Alan Santos/PR - 22.11.2017

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), participou da cerimônia de posse do deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO) para o Ministério das Cidades, nesta quarta-feira (22), em Brasília.

Em seu discurso, o peemedebista enfatizou a unidade entre os "Poderes, a unidade em favor do Brasil" já de olho na votação da Reforma da Previdência na Câmara.

"Acho que essa foi a posse mais prestigiada de todos os tempos. Vocês viram como você arranca aplausos?", brincou Temer no início de seu discurso.

Em seguida, Temer elogiou o novo ministro das Cidades: "Você está dando uma amostra de algo que queremos muito, que é uma unidade absoluta. Estou vendo aqui deputadas, deputados, senadores, dos mais variados partidos. Isso é unidade em favor do Brasil. As palavras de Araújo [ex-ministro das Cidades] enaltecem essa unidade. As palavras de Rodrigo Maia [presidente da Câmara] são de quem querem o melhor para o Brasil", discursou.

Na noite desta quarta-feira (22), o presidente dará um jantar para cerca de 300 deputados com a finalidade de costurar a aprovação da Reforma da Previdência.

Ainda durante sua fala, Temer elogiou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). "O tema das reformas indispensáveis para o País, até as que ganharam conotação negativa, ele não se refutou a fazer", disse o peemedebista ao democrata. O presidente elogiou a parceria que tem realizado com Rodrigo Maia. "É quase, digamos assim, um semi-presidencialismo, porque atuamos juntos", afirmou.

O presidente também elogiou o trabalho de Bruno Araújo (PSDB-PE), que pediu demissão do cargo na segunda-feira da semana passada, com a finalidade de adiantar a reforma ministerial. "Dedico palavras de agradecimento e de reconhecimento ao que Bruno fez, por ele enfrentar os grandes problemas que enfrentamos. Havia uma única servidora sentada em uma mesa quando ele chegou aqui, porque não tivemos uma transição e começamos do zero", detalhou.

Temer garantiu que o novo ministro vai continuar o trabalho de Araújo. "Não vou dar nota agora, mas a nota cresceu bastante. Você se destacou como grande idealizador do Minha Casa Minha Vida. Você conseguiu recuperar e tivemos avanços importantes. Quem não quer ter a sua propriedade? Na sua maneira, avançamos enormemente com os títulos fundiários no campo e nas cidades. Um trabalho que Baldy vai prosseguir. Foi um privilégio tê-lo conosco e sabemos que vai fazer excelente trabalho na Câmara".

Para novo ministro das Cidades, o peemedebista também não economizou nos elogios. "Baldy, você trará vivência de um empreendedor de grande sucesso. Verifiquei sua passagem de êxito pelo governo de Goiás e como deputado, na Câmara. A palavra liderança cai como uma luva. Se não fosse pela liderança natural, não teria unido tantos amigos parlamentares".

Entrosamento

Rodrigo Maia também discursou durante a posse de Baldy e disse ser "uma felicidade muito grande estar na posse do nosso grande amigo".

"O senhor, hoje, nos devolve Bruno Araújo e nos tira o amigo Baldy", elogiou ele. "Tenho certeza que toda essa competência do Baldy na Câmara será reproduzida nesse ministério tão importante", completou.

Durante o discurso, Maia ainda declarou que "o Estado brasileiro tem que parar de atrapalhar o Brasil" e destacou que "a área do saneamento é a mais importante" e, no momento, é o que precisa de uma solução mais imediata. O presidente da Câmara afirmou que é um aliado de Baldy e que a agenda de reformas é prioridade da Casa.

Ao tomar posse, Baldy agradeceu ao presidente da República, ao presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, aos governadores e prefeitos, a todos os ministros e também ao antigo ministro, Bruno Araújo. Ainda durante o discurso o novo ministro falou sobre a importância da pasta.

"Obrigado ao presidente Michel Temer por confiar a mim a responsabilidade de um ministério de tanta importância. É nas Cidades que se constrói um Brasil", discursou. "Juntos, edificaremos o nosso lar chamado Brasil. Se depender de mim, do presidente Michel, do presidente Rodrigo Maia, estaremos entre os países que mais entregam casas de moradias populares", completou.

Baldy falou também sobre a vontade de fazer história no Ministério das Cidades. "Sou jovem e tenho apetite de mudança. Trabalhar pelo meu país, pelo país dos nossos filhos. A crise, podemos dizer, tem ficado para trás. A pior parte está passando. Colocaremos todos os nossos esforços para o crescimento da economia".

Baldy assume o ministério em substituição ao deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que pediu demissão do cargo, com a finalidade de adiantar a reforma ministerial.

Envie seu Comentário