(Foto: Wikipédia)

Conversações sobre a Ucrânia começam hoje em Genebra

A Rússia descartou qualquer “concessão” nas conversações de alto nível com os Estados Unidos (EUA) sobre a Ucrânia e a segurança na Europa, que começam hoje (9) em Genebra. O governo russo disse que está decepcionado com os “sinais” enviados por Washington.Moscou exclui qualquer "concessão" em negociações com WashingtonMoscou exclui qualquer "concessão" em negociações com Washington

“Não aceitaremos nenhuma concessão. Isso está completamente excluído”, disse o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergei Riabkov, citado por agências de notícias russas.

“Estamos decepcionados com os sinais que vêm de Washington nos últimos dias, mas também de Bruxelas”, acrescentou o governante, que deve participar das negociações.

Delegações dos Estados Unidos e da Rússia iniciam em Genebra dois dias de reuniões para debater as questões da Ucrânia e do controle de armamento nuclear.

As negociações bilaterais decorrem no âmbito do diálogo estratégico de segurança lançado pelos presidentes norte-americano, Joe Biden, e russo, Vladimir Putin, na Cúpula de Genebra, em junho.

Embora o diálogo se destine principalmente à renegociação dos tratados de controle de armamento nuclear do pós-Guerra Fria, as conversas também incluem a situação na fronteira russo-ucraniana, onde Moscou diz ter realizado manobras com dezenas de milhares de soldados.

As delegações dos dois países são lideradas, respectivamente, pela secretária de Estado adjunta dos EUA, Wendy Sherman, e pelo homólogo russo, Sergei Riabkov.

A tensão entre a Rússia e a Ucrânia vai continuar a marcar a agenda dos próximos dias: nesta segunda-feira (10), o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, reúne-se com o chefe da diplomacia da Ucrânia, Dmytro Kuleba, antes de um encontro da Comissão Ucrânia-Aliança Atlântica. Para terça-feira (11) está prevista uma reunião Rússia-Otan.

Fonte: RTP

Comentários