Campo Grande

Após atirar em veículo, homem morre em confronto com Choque

Suspeito atirou 4 vezes no carro de morador que o seguia, depois de ter desconfiado que o homem era quem teria invadido sua casa em novembro

 

06/12/2018 06h14
Por: Redação

 

Um homem apenas identificado como Marlon, morreu no inicio da noite de ontem (5), após confronto com policiais militares do Batalhão de Choque, na região norte de Campo Grande. Um segundo suspeito, de 17 anos, foi apreendido.

De acordo com o Choque, foram acionados após Marlon ter efetuado disparos contra um veículo HB20, pertencente a um morador de 51 anos, no bairro Campo Novo.

O dono do veículo, havia sido vítima de assalto no último dia 29 de novembro, e teria desconfiado da duopla, como possíveis autores. Na ocasião, o autor e um comparsa estavam encapuzados, mas hoje ele teria desconfiado dos suspeitos ao ver um deles, caminhando pela Rua Tenente Tennessee com um tênis, Nike, semelhante ao que havia sido levado no assalto.

Então, a vítima resolveu seguir Marlon e mais o adolescente, enquanto ligava para a polícia. Porém, o homem que estava armado notou a situação e atirou quatro vezes contra o veículo.

Os tiros atingiram a parte frontal e lateral do carro. As informações preliminares eram de que o confronto, ocorreu depois que a dupla teria tentado roubar o veículo.

Policiais do choque tomaram conhecimento da ocorrência, e durante buscas pela região, encontraram o suspeito que estava armado em uma área de mata.

Ao ser anunciado abordagem, Marlon atirou contra os policiais que revidaram e o atingiram. Ferido, ele foi socorrido até Unidade de Pronto Atendimento Comunitário (UPA) do Coronel Antonino, mas não resistiu. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38.

Na delegacia a vítima reconheceu o criminoso morto, como sendo quem teria invadido a sua casa e que ele de fato usava o mesmo tênis que havia sido roubado no endereço. Ele não estava com documentos pessoais.

Já ao adolescente alegou que apenas acompanhava Marlon e negou qualquer participação do roubo. Aos policiais ele contou que na invasão a residência quem teria ajudado o colega teria sido um outro rapaz chamado Gael. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Envie seu Comentário