Projeto Movimenta CG

População de Campo Grande se mantém ativa em casa durante quarentena, diz pesquisa

 

28/04/2020 16h11
Por: Redação

 

Segundo a pesquisa Observatório de Atividades Físicas e Esportivas, realizada pela Fundação Municipal de Esporte (Funesp) em parceira com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com participantes das oficinas esportivas realizadas nos parques e praças do Projeto Movimenta CG, concluiu que mesmo em quarentena o campo-grandense se manteve ativo, graças à adaptação do Projeto para ser realizado em casa.

Ainda de acordo com a pesquisa, 64,6% dos entrevistados fizeram exercícios em casa- de 30 a 149 minutos- e 52,6% dos entrevistados estão fazendo os exercícios propostos no Projeto Movimenta CG em Casa.

"Nós já tivemos mais de 210 mil visualizações em quatro semanas e esses números só crescem, isso reforça a importância do poder público municipal desenvolver o Movimenta CG em casa, entendendo a necessidade da população se manter ativa, nesse período de pandemia da Covid-19, com o fechamento dos equipamentos esportivos, adaptando a metodologia das oficinas com os agentes sociais", comentou o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra.

A pesquisa aconteceu no período de 7 a 14 de abril com 1.907 pessoas, sendo 88,7% mulheres, 54% com idade entre 40 a 59 anos, adulta e participante do Projeto Movimenta CG. Foram avaliados os moradores das sete regiões da cidade e o questionário revelou ainda que os 64,6% que se mantiveram ativo, fizeram os exercícios em menor quantidade e 8% das pessoas que praticavam atividade regular conseguiram manter o mesmo ritmo de exercícios físicos durante o período em que estão em casa. Os 27,4% restantes pararam totalmente as atividades físicas.

Outro dado a ser destacado foi que 86% dos entrevistados receberam as aulas e assistiram, desses 52,6% fizeram as atividades, 34% não conseguiram fazer e apenas 5,5% recebeu e não fez. Para o professor Vanderlei Sandim, responsável pelo Projeto, os dados refletem o interesse dos participantes. "Os dados obtidos mostram que as aulas postadas pelos professores e pela Funesp nas redes sociais tiveram aceitação positiva e efetiva participação de mais de 50% que fizeram mesmo com as dificuldades de se manter ativo em casa" e ressaltou que as modalidades mais praticadas foram Ritmos, Ginástica, Zumba e Treinamento Funcional.

As videoaulas estão disponíveis no site da Prefeitura e já somam mais de 50 vídeos cadastrados que podem ser acessados em qualquer lugar tanto pelo celular quanto pelo computador.

Envie seu Comentário