CORONAVÍRUS

Crise na fronteira pode prejudicar 40 mil empregos

 

19/05/2020 10h30
Da redação

 
Divulgação Divulgação

A pandemia do Covid-19 e a alta do dólar, estão afetando a crise financeira na fronteira de Ponta Porã com o Paraguai. O governo de Mario Abdo Benítez adotou a quarentena inteligente" que prevê a reabertura de pequenas lojas no dia 25 deste mês, mas os grandes shoppings de importados não tem previsão de quando vão abrir.

Especualções apontam que o Shopping China deve reabrir só em 2021, mas a empresa não emitiu nenhuma nota oficial. Além disso, cerca de 40 mil trabalhadores formais e informais já sofrem as consequências. Muitas já perderam o emprego, pois dependem diretamente do consumo dos turistas.

O empresário, Cogorno Alvarez em entrevista ao jornal ABC Color disse que 99% dos clientes do Shopping China são do Brasil e que "leverá tempo para voltar ao que era antes. No momento o mais importante é salvar vidas", pontuou.

Envie seu Comentário