Chegou o Natal

Decoração de Natal: saiba como não correr risco com o produto certo para a iluminação

Produtos natalinos devem ser regulamentados e seguir normas da ABNT e Inmetro.

 

13/12/2019 18h11
Por: Alan Diógenes

 
Foto Ilustrativa Foto Ilustrativa

Está chegando o fim de ano e com ele as festas de Natal e Ano Novo, e é claro não poderiam faltar as decorações natalinas, incluindo o que mais chama a atenção nesta época: a iluminação. Os condomínios também não podem ficar de fora da comemoração mundial. Mas imagina se cada morador decidir fazer a própria decoração de "qualquer jeito", sem consulta ao síndico, ou sem levar em conta a segurança própria e aos demais? Viraria uma "bagunça" só né?

O Portal Síndiconet dá algumas dicas em relação ao assunto. Se a ideia é fazer a decoração de forma geral no condomínio, por exemplo, é preciso uma votação em assembleia para saber todos aceitam ou não. Caso haja aprovação, com maioria dos presentes, ou seja, (50% mais um), aí é preciso votar também quanto será empregado nesta tarefa.

Depois disso decidido, é hora da mão na massa. Pode-se montar uma comissão de moradores interessados em ajudar na montagem da decoração. As crianças também são bem vindos ao trabalho, promovendo assim uma maior integração no condomínio.

Quanto aos produtos utilizados, vale dar preferência para as lâmpadas de LED, apesar de mais caras, são bem mais econômicas e, por durarem mais, poderão ser usadas em vários Natais. Vale ressaltar que a qualidade do produto é imprescindível para evitar riscos de choques e até incêndios.

Sobre a qualidade dos produtos e segurança, o subsecretário do Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), de Campo Grande, Valdir Custódio, fala um pouco mais

."Já estamos montando uma Operação de Natal para tirar de circulação produtos natalino irregulares. Percebemos que no ano passado, muitas compras feitas pela internet eram de produtos irregulares, por exemplo, não seguiam as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Eram produtos de baixa qualidade que podiam colocar em risco a vida das pessoas, causando curto elétrico e provocando incêndios. Este ano haverá uma fiscalização maior quanto a isso", explicou.

Valdir ressaltou também sobre a compra de produtos natalinos vindos dos países vizinhos, Paraguai e Bolívia. "Não há problemas em adquirir tais produtos, desde que eles sejam regulamentados. Sabemos que muitos objetos que vem desses países são de boa qualidade, como por exemplo, os ar-condicionados", destacou.

O subsecretário do Procon-Campo Grande disse ainda que a população precisa se prevenir quando for comprar tais produtos. "Se a compra for online é preciso investigar se o site é seguro, tirar print da tela e obter todas as informações possíveis. Na comércio tradicional é preciso verificar se a linguagem do produto está em nossa língua, observar as etiquetas que informam os padrões ABNT e Inmetro e sempre exigir a nota fiscal do produto. Também é preciso prestar atenção na política de troca. Por lei o comerciante não é obrigado a trocar o produto só porque o cliente não gostou, a troca só pode ser feita o produto apresentar vícios ou defeitos, em outros casos o comerciante pode trocar se for de sua gentileza formal’’, concluiu.

Cuidados com a rede elétrica

Segue abaixo uma lista de cuidados que o morador deve ter quanto a instalação da iluminação de Natal:

  1. Escolha com cuidado os cordões de luz, mangueiras e pisca-piscas. Eles devem ser de boa procedência e certificados pelos institutos controladores de qualidade.
  2. Antes de instalar os artefatos, especialmente os já utilizados anteriormente, verifique sua condição geral e preste atenção às emendas e à película plástica isolante. Emendas e conexões devem estar protegidas com fita isolante de boa qualidade.
  3. Assegure-se de que a capacidade e a resistência dos condutores, tanto da fonte de energia quanto dos enfeites em si, sejam compatíveis com a carga elétrica requerida, observando o correto dimensionamento de cabos e fios.
  4. Confirme se a tensão das lâmpadas é compatível com a tensão da rede.
  5. Só ligue o equipamento na tomada após a conclusão da montagem, para evitar acidentes por falhas no isolamento de fios ou nas emendas.
  6. Nunca toque na fiação nem substitua lâmpadas queimadas com o aparelho ligado à fonte de energia.
  7. Na ornamentação de exteriores (como fachadas, jardins, varandas e grades), o cuidado deve ser redobrado. A umidade e a presença de água são fatores que elevam bastante a probabilidade de acidentes.
  8. Não instale objetos decorativos nas proximidades da rede pública de energia e jamais use os postes para ornamentação.
  9. Finalmente, não faça nenhuma instalação se você não tem conhecimento prévio de segurança elétrica. O correto é contratar um profissional habilitado para orientá-lo na aquisição de dispositivos e para realizar a instalação.

Envie seu Comentário