Cassilândia

Após torturar casal por dívida, dona de boca de fumo é presa

Vítimas viajavam pela região de Cassilândia quando pararam para fazer uso de entorpecentes no local

 

14/01/2020 10h30
Por: Redação

 

Uma mulher de 36 anos, apontada como dona de uma boca de fumo e suspeita de manter em cárcere e torturar um casal, foi presa na tarde desta segunda-feira (13) em Cassilândia, cidade distante 430 quilômetros de Campo Grande.

] De acordo com as informações da polícia, no domingo (12) as vítimas viajavam para São Pedro, na região de Nioaque, quando passaram por Cassilândia e decidiram parar. O casal contou que é usuário de drogas e procurou um ponto de vendas para comprar crack. Eles souberam da boca de fumo comandada pela mulher de 36 anos e lá fizeram uso da droga.

A casa fica na frente do Fórum da cidade e as vítimas permaneceram até por volta das 23 horas e pagaram aproximadamente R$ 500. Quando acabou o dinheiro, a mulher de 36 anos, acompanhada de um outro suspeito, manteve o casal em cárcere privado. O cartão de débito foi retirado das vítimas e o autor fez compras, totalizando mais aproximadamente R$ 500.

Quando o dinheiro das vítimas acabou, elas passaram a ser agredidas e torturadas com golpes de facão, ferro, fio, madeiro e foice. O homem, de 40 anos, conseguiu fugir e a mulher de 54 anos foi levada pela autora para outra casa. Neste momento a vítima avistou uma viatura da Polícia Militar e gritou por socorro.

A suspeita acabou presa em flagrante por lesão corporal dolosa, quando há intenção, cárcere privado e tráfico de drogas. O outro suspeito não foi localizado.

Envie seu Comentário