Para próxima semana

Câmara começa a discutir a prorrogação do auxílio emergencial

Projeto com medidas emergenciais para os setor cultural também pode entrar na pauta

 

23/05/2020 09h40
Por: Redação

 
Maia, em entrevista nessa quinta: auxílio pode ser prorrogado mas é preciso avaliar origem dos recursos. Najara Araújo/Câmara dos Deputados

Maia, em entrevista nessa quinta: auxílio pode ser prorrogado mas é preciso avaliar origem dos recursos. Najara Araújo/Câmara dos Deputados

A possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial começou a ser discutida também na Câmara Federal. Líderes partidários se reuniram com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), nesta sexta-feira (22), para debater a pauta da próxima semana. Entre os pontos, os líderes avaliam que um projeto sobre a manutenção da ajuda federal aos trabalhadores informais possa ser construído nas próximas semanas.

Na quinta-feira (21), em entrevista coletiva, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que tem a impressão de que o auxílio emergencial aos trabalhadores informais e mais vulneráveis poderá ser prorrogado em razão da pandemia da Covid-19, mas destacou que é necessário avaliar a origem dos recursos para o seu pagamento.

Outra proposta que deve entrar na pauta de votação do Plenário na próxima semana é a que cria ações emergenciais destinadas ao setor cultural, enquanto as medidas de isolamento ou quarentena estiverem vigentes (PL 1075/20). O líder da Minoria, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que esta proposta é uma das prioridades na próxima semana.

"Estamos construindo uma proposta que agrega todos os projetos sobre o tema em tramitação e agora vamos poder ter um grande volume de recursos descentralizados para estados e municípios atenderem os trabalhadores da cultura e das artes", defendeu Guimarães.

O vice-líder do governo, deputado Coronel Armando (PSL-SC), disse que medidas provisórias também entrarão na pauta da próxima semana. Entre elas, Armando destacou a MP 917/20, que trata da acessibilidade, e a MP 919/20, que estabelece critérios para o valor do salário mínimo. O parlamentar também informou que todas as reuniões de líderes aconteceram a partir de agora às sextas-feiras.

"Para o governo é importante votar as MP's que vencem agora", disse o parlamentar.

Envie seu Comentário