23.8 C
Campo Grande
segunda-feira, 17 de junho, 2024
spot_img

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS

A segunda equipe de bombeiros enviada ao Rio Grande do Sul para auxiliar às vítimas da tragédia climática retornou à Campo Grande na noite de sexta-feira (24). A missão humanitária durou 13 dias e envolveu oito militares especializados em salvamento nas modalidades de altura, aquático, terrestre e mergulho.

A chegada dos heróis aconteceu na sede do quartel da Avenida Costa e Silva e emocionou os familiares e amigos que estiveram presentes para a recepção de retorno. Conforme o Corpo de Bombeiros, a equipe realizou o resgate de 89 pessoas e 128 animais, além disso, também forneceu assistência humanitária em 235 ocasiões.

Os bombeiros sul-mato-grossenses estiveram alocados em São Leopoldo, uma das cidades mais afetadas pelas cheias dos rios e fortes chuvas. Um dos resgates mais impactantes e que viralizou nas redes sociais foi o de uma égua no terceiro andar de um prédio residencial e precisou ser içada para fora.

Até o momento, 469 municípios de um total de 497 foram afetados pelas enchentes. Ao todo, 55.791 pessoas estão em abrigos, 581.638 estão desalojados e 2.345.400 foram afetados pelas inundações. Há ainda 165 óbitos confirmados, 806 feridos, 64 desaparecidos. Pelos menos 83.593 pessoas e 12.497 animais foram resgatados.

Confira como foram os 13 dias da missão humanitária no RS:

Dia 10/05 – Sexta-feira:

A equipe iniciou os preparativos para a missão, incluindo o deslocamento para Campo Grande e a preparação de equipamentos. Foram realizados os protocolos de quimioprofilaxia para garantir a saúde dos militares durante a operação.

Dia 11/05 – Sábado:

O deslocamento das guarnições teve início cedo, com parada em Mundo Novo para adquirir equipamentos adicionais. A noite foi passada em Ponta Grossa, Paraná.

Dia 12/05 – Domingo:

Chegada à São Leopoldo por volta das 22h, somando forças com os militares já presentes. Início das atividades de resgate e reconhecimento da área.

Dia 13/05 – Segunda-feira:

Intensificação das ações humanitárias e de salvamento, com destaque para o resgate de pessoas e animais. Mescla de equipes para familiarização com a missão.

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS
Foto: Divulgação

Dia 14/05 – Terça-feira:

Continuação das operações de resgate, especialmente no bairro Santos Dummont. Destaque para o resgate de uma égua presa em um prédio.

Dia 15/05 – Quarta-feira:

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS
Foto: Divulgação

Aumento do nível da água exigiu evacuação urgente de pessoas. Operações de resgate se estenderam até a noite.

Dia 16/05 – Quinta-feira:

Estabilização do nível da água, mas ainda foram necessários resgates e distribuição de ajuda humanitária.

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS
Foto: Divulgação

Dia 17/05 – Sexta-feira:

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS
Foto: Divulgação

Deslocamento para o bairro Campina, com colaboração da Força Nacional devido a incidentes de saques. Continuação dos resgates de animais.

Dia 18/05 – Sábado:

Continuação das operações no bairro Campina, com leve redução do nível da água.

Dia 19/05 – Domingo:

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS
Foto: Divulgação

Atuação focada em ajuda humanitária, incluindo distribuição de suprimentos essenciais. Instalação de bombas para drenagem.

Dia 20/05 – Segunda-feira:

Deslocamento para Capela Santana e Montenegro para lidar com uma nova emergência causada pelo rompimento de uma barragem. Retorno à base por volta das 03h.

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS
Foto: Divulgação

Dia 21/05 – Terça-feira:

13 dias de missão humanitária no Rio Grande do Sul: confira como foi o dia a dia dos bombeiros de MS
Foto: Divulgação

Continuação das operações no bairro Vicentina, com foco na retirada de pessoas de áreas insalubres.

Dia 22/05 – Quarta-feira:

Último dia de operações, com foco na higienização e preparação dos equipamentos para o retorno.

Fale com a Redação