12.8 C
Campo Grande
sábado, 25 de maio, 2024
spot_img

A química que falta!

O magnésio é um nutriente presente em diversos alimentos e é essencial para a nossa saúde

A química que falta!

(*) Rosildo Barcellos

Antes de qualquer situação ressalto que é importante lembrar que essas são recomendações gerais, ou seja, sempre a indicação dependerá das necessidades específicas e particulares de cada indivíduo, bem como seus hábitos, entre outras condições de saúde que possam estar associadas. Mormente, busque sempre a orientação de um profissional de saúde, para sua devida prescrição e acompanhamento. Neste artigo comento a relação do um elemento químico Magnésio (número atômico 12); símbolo Mg, e as bases de tratamento de saúde. É o quarto mineral mais prevalente do corpo humano, sólido na temperatura ambiente, obtido pela primeira vez por Humpry Davy, sendo de grande importância para diversos processos vitais como contração muscular, formação óssea, metabolismo energético, regulação do humor e do sono e, ainda, como cofator para absorção de nutrientes.

Começamos com o Carbonato de Magnésio sua melhor indicação de uso é como antiácido. indicado para síndromes de hipercloridria, úlcera péptica, refluxo gastroesofágico, hemorragia gastrintestinal como consequência de gastrite aguda e ulceração por estresse. O Cloreto de Magnésio facilita a biodisponibilidade das vitaminas D, melhora o sistema imune para diminuição de doenças respiratórias e doenças intestinais, Outro papel importante do cloreto de magnésio PA é na síntese de proteínas nas membranas. O glicinato ou bisglicinato de magnésio é a fonte de magnésio atual e moderna, resultante da união do aminoácido glicina com o mineral magnésio por ligação quelado formando o componente conhecido como magnésio quelado. Em contrapartida temos o L-treonato de magnésio que é uma forma altamente absorvível de magnésio capaz de atravessar a barreira hematoencefálica e forçar o seu caminho através das membranas celulares. Estudos recentes, in vitro e em humanos demonstram as propriedades do treonato de magnésio em melhorar a função cognitiva, proporcionando um aporte maior do treonato e do magnésio no hipocampo, melhorando a densidade e a função neuronal. As principais funções seriam a melhora do aprendizado, da memória e da cognição, redução da ansiedade e do estresse e também é eficaz para a doença de Alzheimer.

O Magnésio Dimalato tem comprovada eficácia na redução de arritmias cardíacas, reduz a fadiga crônica e as dores musculares associadas à fibromialgia e osteoporose. O Magnésio glicilglutamina sendo um composto em que o magnésio é quelado com uma molécula de glicina e uma de glutamina. O resultado é uma molécula altamente biodisponível que contém nutrientes fundamentais para a resposta imunológica. Já o magnésio taurato, também conhecido como taurinato de magnésio, é uma composição de óxido de magnésio e taurina. Tanto o magnésio quanto a taurina inibem a excitabilidade das células e exercem efeitos sedativos. A suplementação de magnésio pode ajudar a abaixar a pressão arterial e reduzir o risco de desenvolver diabetes e aterosclerose. O magnésio lactato é necessário ao corpo para apoiar o funcionamento do coração, sistema nervoso e sistema digestivo. É indicado para alívio de queixas sugestivas de letargia, irritabilidade, náuseas e parestesias. O citrato de magnésio é uma forma de magnésio ligada ao ácido cítrico. Devido ao seu efeito laxante natural, é usado para tratar a constipação.

O sulfato de magnésio que é formado pela combinação de magnésio, enxofre e oxigênio. É comumente referido como sal de Epsom. O sulfato de magnésio é dissolvido na água do banho para aliviar o estresse e incluído em produtos para cuidados com a pele. O orotato de magnésio inclui ácido orótico, uma substância natural envolvida na construção do material genético do seu corpo, incluindo o DNA. Como tal, é popular entre entusiastas do mundo fitness.

*Articulista

Fale com a Redação