Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. (Foto: Divulgação/UFMS)

A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) anunciou nesta terça-feira (18) a abertura das inscrições para queles que possuam interesse em desenvolver ações de extensão na Universidade, a proposta é voltada para professores e técnicos administrativos.

Podem realizar o registro e submissão de propostas no Sistema de Informação e Gestão de Projetos (Sigproj), no edital de fluxo contínuo EXT 2022. Podem ser inscritos projetos, cursos de extensão ou de aperfeiçoamento e eventos de extensão, acadêmicos, de gestão institucional ou em associação com entidade de caráter científico.

A seleção é de ações sem recursos financeiros da UFMS e, conforme o pró-reitor de Extensão, Cultura e Esporte, Marcelo Fernandes, o edital tem uma função administrativa central, pois, os projetos cadastrados nele poderão ser inscritos em editais futuros que serão lançados para fomento, bolsas e outros insumos. “Esperamos receber mais ações do que nos últimos anos, por conta da curricularização da Extensão que está acontecendo na UFMS.

Abertas inscrições para ações de extensão sem fomento da UFMS

Quem submeteu uma proposta no ano passado, com duração de um ano, pode pedir a prorrogação, caso a proposta não tenha sido encerrada, ou pode submeter uma nova proposta. Temos essa possibilidade de duração de até cinco anos, então a orientação é que os coordenadores já prevejam uma duração que vá atender aos objetivos da ação. Esperamos mais trabalho extensionista, mais atendimento à comunidade”, disse.

Ações de extensão

São muitas as possibilidades de proposta. “Os projetos podem ser os mais diversos possíveis, de todas as áreas. O que importa é identificar uma demanda social e o conhecimento que pode ser aplicado. Além do atendimento à comunidade a ação de extensão também tem função formadora dos estudantes, permite que coloquem em prática o conhecimento técnico”, apontou o pró-reitor.

Quanto aos cursos, também podem ser diversos, de interesse mais geral, para a popularização da ciência, ou de aprofundamento no conhecimento científico. “Como exemplo, podem ser desde cursos de línguas e de música para iniciantes, até de técnicas laboratoriais avançadas, de semiótica, entre outros, de todas as áreas do conhecimento. O coordenador pode previr ainda a arrecadação ou não de recursos”, falou.

As opções para as propostas de eventos são igualmente variadas. “Podem ser eventos acadêmicos específicos, com mesas-redondas e apresentação de trabalhos, ou também de interesse da comunidade geral, dos quais pessoas que não tenham feito graduação na área possam também participar. Temos ainda a inscrição de eventos institucionais e as semanas dos cursos, voltadas aos estudantes. Enfim, são muitas as possibilidades de ações e todas são importantes para nossa interação com a sociedade e para o desenvolvimento da Universidade”, pontuou.

Para a professora Fabiane La Flor Ziegler Sanches, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição (Facfan), o cadastro das ações de extensão junto à Instituição é extremamente importante, “para estimular o atendimento à comunidade externa à UFMS e também para posteriormente certificarmos os estudantes e toda a equipe de técnicos administrativos e docentes que atuam na ação, por meio do Sistema de Gerenciamento de Certificados (Sicert)”, apontou. Ela coordena o projeto “Nutrição Esportiva e Saúde – NUTRES”, que objetiva realizar assistência nutricional a atletas e esportistas, promovendo tanto a melhora da saúde como também o desempenho físico, e ainda o aprimoramento prático na área esportiva para a formação dos estudantes de Nutrição da Universidade. “Esta ação, que anteriormente tinha outra nomenclatura, é realizada desde 2016, na Clínica Escola Integrada. Desde sua criação, vem sendo cadastrada anualmente nos editais da Proece. No ano passado, foi cadastrada com uma vigência maior, o que trouxe benefícios, e também no edital Pibext, por meio do qual fomos contemplados com bolsistas”, contou.

Submissões

Para propor uma ação é preciso ser servidor técnico-administrativo ou docente do quadro efetivo da UFMS. Pesquisadores visitantes ou professores substitutos também poderão submeter propostas, porém a duração deve corresponder ao do contrato de trabalho junto à Instituição. Em todas as ações devem estar incluídos estudantes da graduação na equipe de execução.

As submissões para o EXT 2022 podem ser feitas até 30 de dezembro. O edital com todas as informações sobre a seleção pode ser acessado neste link, no site da Proece. Mais informações podem ser obtidas por meio do e-mail [email protected]

Comentários