24/01/2020 14h21
Por: Alan Diógenes

A polícia prendeu um agente penitenciário federal de 39 anos e sua esposa, uma acadêmica do curso de Enfermagem, de 25, ontem, 23, por oferecer bebida alcóolica e drogas a uma adolescente de 13 anos. Também foram presos por importunação sexual.

De acordo com informações da polícia, tudo veio à tona quando os pais da menina começaram a procurá-la. A Polícia Militar fez diligências e encontrou a menina na residência do casal, localizada no Bairro Caiçara.

Em depoimento, a garota disse que o casal ofereceu bebida pra ela e cocaína. O homem também teria passado a mão nas coxas dela e por dentro de sua blusa.

Os dois foram presos em flagrante. O homem continuou detido e a mulher foi liberado, após o pagamento de fiança de R$ 2 mil

O depoimento detalhada da adolescente na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) revela que ela é a estudante se conheceram por um amigo em comum e uma ficou interessada pela outra.

Elas se encontraram na companhia da irmã da adolescente de 9 anos e as três foram tomar banho de piscina na casa da mulher. Mais tarde, a menor ligou para a mãe dizendo que estava na casa de uma desconhecida, mas que estava tudo bem, e que mais tarde levaria a irmã embora.

Ela pegou carona com o agente penitenciário e eles foram levar a irmã na casa delas. Depois ela retornou para a casa do casal, onde tomou catuaba e recusou a oferta de usar cocaína. Foi quanto tudo ocorreu.
Hoje, o casal passou por audiência de custódia. A Justiça de Campo Grande já converteu, nesta sexta-feira, a prisão do agente penitenciário de flagrante em preventiva e manteve a fiança da mulher.

(Foto: Getty Images)

Comentários