Ambiental

Reflore/MS lança Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios na sede do Sistema Famasul

Campanha conta com a parceria da Famasul, Senar-MS, Corpo de Bombeiros Militar de MS e Ibama

 

15/04/2019 12h50
Por: Famasul

 
Divulgação Divulgação

A Reflore/MS - Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas, em parceria com associados e a Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS e com o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, realiza nessa segunda-feira (22), às 8 horas, o lançamento da "7ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios".

"Os incêndios ameaçam a vida humana, o meio ambiente e a economia. Com a missão de conscientizar as populações rurais e urbanas sobre a importância da prevenção e combate, anualmente temos realizado a campanha junto aos nossos associados e parceiros. Durante o período mais seco do ano, de abril a outubro, realizamos uma série de ações, como palestras em escolas, panfletagem educativa e treinamentos", diz o presidente da Reflore/MS, Moacir Reis.

O lançamento contará com a presença de lideranças do setor e parceiros. "Durante o evento, vamos lançar o curso Coordenador de Brigadas de Incêndios, em parceria com o Corpo de Bombeiros visando subsidiar o conhecimento para elaboração de planos de contingências, com objetivo de minimizar acidentes que colocam em risco vidas humanas e danos ao meio ambiente", destaca o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito.

O curso citado por Saito será desenvolvido utilizando uma ferramenta chamada de Sistema de Comando de Incidentes – SCI, uma ferramenta de gerenciamento de incidentes padronizada, para todos os tipos de sinistros e eventos, que permite a seu usuário adotar uma estrutura organizacional integrada para suprir as complexidades e demandas de incidentes únicos ou múltiplos.

Com base na Lei 9.605/98, voltada para crimes ambientais, o tema da Campanha deste ano é "Queimar é crime". A proposta é mostrar o quanto a ação humana ainda é uma das maiores causas dos incêndios e que essas atitudes podem ser penalizadas; os responsáveis podem ser punidos e responder por seus atos. Segundo o artigo 41 da Lei quem provocar incêndio em mata ou floresta pode ter como pena a reclusão, de dois a quatro anos, e multa. E em caso de crime culposo, a pena é de detenção de seis meses a um ano, e multa.

Durante o lançamento serão apresentados dados referentes aos incêndios que acometeram o estado nos últimos anos, as causas dos incidentes, as ações que serão realizadas, entre outros temas. Representantes da Reflore/MS e das instituições parceiras discorrerão sobre os objetivos da campanha e sua importância.

Por um MS livre de incêndios

Os incêndios são perigosos e podem trazer diversos prejuízos sociais, ambientais e econômicos. A fumaça das queimadas pode atrapalhar a visibilidade dos condutores nas rodovias; incêndios podem promover o deslocamento de moradores de áreas de riscos, o corte de fornecimento de serviços básicos como a energia elétrica e o mais grave: a morte. As consequências ambientais vão desde a perda da biodiversidade, degradação do solo, emissão de gases de efeito estufa até mudanças climáticas. Com relação aos prejuízos econômicos, o fogo pode acabar com plantações, como as de florestas, impactar no transporte de alimentos com o fechamento de rodovias, entre outros.

Assim, por meio de diversas ações, anualmente a Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios tem compartilhado informações com o propósito de conscientizar as populações rurais e urbanas sobre a importância da prevenção. Ao mesmo tempo, a ação tem buscado preparar e capacitar as pessoas para atuarem no combate a incêndios em caso de incidentes.

Envie seu Comentário