25.8 C
Campo Grande
domingo, 3 de março, 2024
spot_img

Após feira no Peru, empresário de Campo Grande negocia exportação de farofa

A participação brasileira na Expoalimentaria, em Lima, foi um sucesso! E agora, empresários de MS que estiveram no Peru em setembro, trabalham para estreitar as relações internacionais com os países prospectados na missão. Uma das nove empresas sul-mato-grossenses é a Vó Erminia Alimentos. Rui Murilo Galvanini é diretor técnico e comercial da empresa, participou da caravana no país latino.

A empresa familiar é atendida pelo AgroBr há 2 anos. O programa é uma parceria entre a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Apex-Brasil, com a missão de inserir pequenos e médios produtores no comércio global.

Rui já exportou seus produtos diretamente para o Paraguai, negociando com o cliente externo, e indiretamente para a Bolívia, através de uma empresa exportadora. Com a consultoria do AgroBr, se prepara para outras oportunidades de negócios internacionais. A viagem ao Peru foi essencial para o empresário conhecer as tendências e conseguir uma avaliação do seu produto junto aos potenciais compradores.

“A viagem foi excelente, conhecemos outra cultura e conseguimos aumentar o nosso campo de visão. Além da exposição, fizemos visitas em distribuidoras peruanas. Uma experiência muito produtiva.”, conta Rui.

A Vó Erminia Alimentos começou com uma produção pequena de ovos de codorna para conserva, em Campo Grande. Com a alta demanda, o produtor precisou procurar um espaço maior e encontrou no campo a oportunidade de aumentar a gama de produtos. O sítio foi vendido e a família teve que voltar para a Capital. Rui ingressou em uma incubadora de negócios onde regularizou a empresa e deu um salto na produção e nas vendas. Hoje, a fábrica atende diversos supermercados do estado com produtos como temperos, geleias e farofas.

“Lá em Lima, nós fizemos uma degustação das nossas famosas farofinhas. Temos a tradicional, a apimentada e a de pequi. Como eu sabia que lá eles gostam de pimenta, levamos uma mais apimentada ainda e mesmo assim, eles pediram mais uns 25% de pimenta, caso fechássemos negócio! Isso mostra a diversidade cultural que envolve o mercado internacional. Mas eles adoraram, fizemos o nosso nome!”, continua.

Além da Vó Erminia Alimentos, participaram da caravana no Peru: Pirakuá Pescados, Doce Conquista, Fada Azul, Brazí, Tar & Tar, Zitrus, Café Agricultor e BRC Starch.

Cada empresa participante fez em média 8 rodadas de negócios durante a Expoalimentaria. Dessas, pelo menos metade estão em negociação. Para a consultora do AgroBrasil em Mato Grosso do Sul, Nathalia Alves, a missão foi uma grande oportunidade para que as empresas pudessem colocar em prática tudo o que desenvolveram e se preparam através do AgroBR.

“Foi feita uma preparação de mais de 3 meses antes com foco específico na missão, preparando lista de preços, fichas técnicas, materiais promocionais, treinamento para participar de rodadas de negócios além de todo o acompanhamento já feito ao longo do AgroBR com cada empresário.”, comenta.

Panorama Nacional – O Pavilhão Brasil, organizado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária, recebeu o prêmio de melhor pavilhão internacional da feira. Dos 29 expositores, 18 fazem parte do projeto Agro.BR. que levou ainda mais seis empresas que se interessaram em participar das agendas de rodadas de negócios.

Fale com a Redação