Maternidade Cândido Mariano. (Foto/Divulgação)

Caso aconteceu no último domingo, hospital acionou a polícia

Passando por setores e furando a segurança na Maternidade Cândido Mariano em Campo Grande, uma mãe teria conseguido retirar seu filho recém-nascido em uma sacola na noite do último domingo (23) e fugido da unidade de saúde.

O bebê de dois dias estaria na Unicin (Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal), local onde as crianças recém-nascidas se recuperam quando não estão aptos a deixarem o hospital e são tratados por meio de uso de medicamentos.

Por volta das 21h o neném se alimentava através de sonda e ocupava um dos leitos de tratamento da referida unidade, quando a mãe entrou no local pegou o bebê e saiu do hospital transportando o recém-nascido dentro de uma bolsa sem ser questionada ou interceptada.

Na sequência, ela entrou correndo em um carro de aplicativo que a esperava na entrada, intrigado com o choro do bebê, o motorista perguntou o que estava acontecendo, momento em que ela saltou do veículo fugindo em disparada levando a criança.

Diante da situação inusitada o homem relatou na maternidade o que acabara de presenciar e assim a polícia foi acionada.A maternidade realizou a denúncia do ocorrido.

Conforme relatado ao Enfoque MS pela instituição de saúde, a mãe em questão seria usuária de drogas e inclusive teria sido acompanhada pelo do Serviço Psicossocial da instituição, fato que teria deixado a genitora preocupada, pois segundo histórico da mesma, ela já havia perdido os direitos sobre outros quatro filhos mais velhos, que estão sob os cuidados da avó materna, sendo assim, ela teria tomado a atitude de fugir da maternidade levando o filho.

A Maternidade Cândido Mariano declarou ainda, que assim que foi constatado a situação, a PM (Polícia Militar) foi acionada, assim como, os órgãos de atendimento e proteção à criança, Conselho Tutelar e Ministério Público.

Posteriormente o mesmo bebê deu entrada na Santa Casa de Campo Grande, o qual o hospital confirmou, mas se limitou apenas a essa informação, alegando á condição social do caso.

Confira a baixo a nota oficial da maternidade na íntegra:


Esta maternidade vem através deste comunicar fato ocorrido com paciente na Unidade Neonatal, no dia 23/01/2022, às 21h.


Paciente em questão se trata de mulher Gesta V, com antecedentes sociojurídicos sendo usuárias de entorpecentes, segundo denúncias relatadas após sua entrada nesta maternidade. Genitora sendo usuária foi iniciada através do Serviço Psicossocial da instituição, os atendimentos e cuidados necessários com caso.


Fato que causou preocupação e medo por parte da paciente, no qual tendo ciência das condutas jurídicas cabíveis. Paciente diante de temor de perder seu quinto filho, como ocorreu com seus filhos mais velhos, que estão sob os cuidados da avó materna, teve tal atitude de evadir desta Maternidade.


A maternidade tem protocolos de cuidados e segurança com o paciente. Foi iniciada uma sindicância interna para caso, para as devidas averiguações, mudanças e melhorias, assim que for identificado. Ressaltamos que a maternidade não tem faz revista de pertences dos pacientes, fato este é impeditivo a esta qualquer órgão de saúde, e ainda declaramos que imediatamente com verificação da evasão, foram acionadas a Polícia Militar, feito boletim de ocorrência, e comunicados aos órgãos de atendimento e proteção à criança, Conselho Tutelar e Ministério Público.


Sem mais, atenciosamente

Comentários