Plantação de soja.(Foto/Divulgação)

Com inscrição gratuita, evento é um dos mais tradicionais e importantes do ramo e traz informações sobre a última safra

Com o Brasil se tornando o maior produtor mundial de alimentos, atualmente ocupando a terceira posição em produção e a segunda em exportação, ter o máximo de rendimento e qualidade na agricultura é uma busca constante do produtor rural. Com uma infinidade de fatores que influenciam o desenvolvimento dos grãos, passando pelo manejo do solo, insumos, plantio e chegando à colheita, informações atualizadas podem fazer toda a diferença.

Nesse aspecto, com o intuito de melhorar a rentabilidade das lavouras e oferecer amplo conhecimento do sistema de produção, a Fundação MS, com sede em Maracaju (MS), realizará a Apresentação de Resultados safra 2020/2021, levando subsídios aos produtores rurais, consultores, técnicos agrícolas, estudantes e pessoas ligadas ao agronegócio, baseados em trabalhos práticos de pesquisa.

“Na agricultura, o erro custa muito caro e não se tem muito tempo para corrigir esse erro. Em alguns casos, o produtor só vai poder corrigir na outra safra. Por isso, ter assertividade é fundamental. Quanto mais assertivo, melhor vai ser o resultado. E a gente entende que a Apresentação de Resultados é uma forma de trazer a informação ao produtor para que ele possa ser cada vez mais eficiente”, disse o presidente da Fundação MS, Luciano Muzzi Mendes.

O evento, que acontecerá na próxima quinta-feira (27), a partir das 8h, trará um dos mais completos panoramas sobre os sistemas produtivos de soja no Brasil. Os levantamentos realizados abordam temas como fertilidade de solo, épocas de plantio, manejo de defensivos agrícolas, coberturas vegetais, escolha dos cultivares, clima e ambiente, controle de pragas e doenças de final de ciclo.

As palestras serão realizadas pelos pesquisadores da instituição Dr. Douglas Gitti (Manejo e Fertilidade do Solo), Dr. André Bezerra (Fitotecnia Soja), Me. Luciano Del Bem Júnior (Herbologia e Entomologia) e Ma. Ana Claudia Ruschel (Fitopatologia e Nematologia). Após as apresentações, serão respondidas, ao vivo, as perguntas enviadas pelos participantes para complementar esclarecimentos ou tirar dúvidas. Os mediadores dos debates serão, pela manhã, o presidente da Fundação MS, Luciano Muzzi Mendes, e, no período da tarde, o presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja-MS), André Dobashi.

A Apresentação de Resultados é um dos mais importantes eventos da Fundação MS, pois vai ao encontro das necessidades dos produtores e proporciona condições para que possa executar ações que viabilizem a produtividade. “Nosso modelo de trabalho é sempre o de 2D – demanda e difusão – e tão importante quanto fazer um bom trabalho de geração de resultados é entregar essa apuração para o produtor rural. Esse momento é a coroa de todo nosso trabalho. É a oportunidade que temos de estar com o agricultor, entregando, devolvendo, sempre de maneira direta e objetiva, que possa de fato agregar valor à atividade agrícola de todos de Mato Grosso do Sul e do Brasil”, destacou o diretor executivo da Fundação MS, Alex Marcel Melotto.

Os dados que serão apresentados aos produtores foram obtidos por meio de trabalhos de pesquisa em mais de 18 mil parcelas, nas 11 unidades de pesquisa da Fundação MS existentes em Mato Grosso do Sul, possibilitando resultados nos mais variados ecossistemas e em condições ambientais distintas. Após sumarizar todas essas informações, os pesquisadores da instituição passam a ter melhor avaliação dos insumos, permitindo medir comportamentos e produtos, tendo uma perspectiva mais abrangente e profunda, apresentando soluções práticas aos produtores para que possam utilizar esse conhecimento no manejo da área já na próxima safra, se organizando e estando mais preparado para a condução da propriedade.

Sendo realizada pela segunda vez de maneira on-line, a Apresentação de Resultados da Fundação MS já é um evento tradicional no cenário sul-mato-grossense. Realizado desde o início das atividades da empresa, é aguardado por produtores de soja e milho de diversas localidades do Mato Grosso do Sul e do país. Com os números, indicações e experiências apresentadas, o agricultor passa a ter uma referência para construir uma estratégia mais viável para a lavoura e almejar melhores resultados na propriedade.

Programação

Data: 27.5.21 (Quinta-feira)

Manhã

O pesquisador Douglas Gitti do setor de Manejo e Fertilidade do Solo, dará início a programação técnica com os temas: Manutenção da acidez do solo: fontes alternativas ao calcário convencional; Fósforo e Potássio: modos de aplicação e curvas de resposta; Épocas, fontes e doses em aplicação foliar de Zinco, Manganês e Cobre; Coberturas vegetais, seus benefícios ao solo e incrementos na produtividade da soja; Diferentes espécies de capins e seus reflexos na soja.

O pesquisador de Fitotecnia Soja André Bezerra, apresentará os resultados da rede de avaliação de cultivas de soja, safra 20/21: maximizando o rendimento em cada ambiente de produção; Desempenho produtivo de cultivares de soja Xtend.

Debates com os pesquisadores ao vivo

Tarde

O pesquisador Luciano Del Bem Júnior do setor de Herbologia e Entomologia, irá apresentar resultados de herbicidas pós-emergentes para controle de trapoeraba e seus impactos na cultura da soja; Manejo de percevejos: saiba quando e o que aplicar; Controle de Spodoptera spp. em soja Intacta: bases para o manejo e melhores produtos; Mosca-branca, um inimigo silencioso: identifique e controle essa praga; Alternativas para dessecação pré-colheita.

A pesquisadora Ana Claudia Ruschel do setor de Fitopatologia e Nematologia apresentará os resultados de experimentos visando doenças de final de ciclo: conhecendo o manejo e os melhores produtos; Eficácia de 36 produtos no manejo de Mancha-Alvo; Cenário atual e controle de Ferrugem em Mato Grosso do Sul; Antracnose x Cancro/seca da haste e vagens: Faça a diagnose.

Debates com os pesquisadores ao vivo

As palestras serão transmitidas no canal do Youtube da Fundação MS (https://www.youtube.com/fundacaomsoficial), a partir das 8h da manhã, no horário de Mato Grosso do Sul, e as inscrições gratuitas devem ser realizadas no site da Fundação MS. (https://www.fundacaoms.org.br/eventos/agenda)

Mais informações no telefone (67) 3454-2631 ou no e-mail [email protected]

Comentários