12.8 C
Campo Grande
sábado, 25 de maio, 2024
spot_img

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

A Prefeitura de Campo Grande lançou na noite desta segunda-feira (20), o maior pacote de ações na história da educação municipal da Capital. Entre as melhorias está prevista a construção de 166 novas salas modulares nas escolas, mais 6.600 novas vagas na Rede Municipal de Ensino (Reme) em 2024, contratação de mais de 300 professores, instalação de energia solar e instalação de aparelhos de ar-condicionado em todas as unidades escolares da rede.

Responsável pelo planejamento desse marco histórico, que se traduz em uma evolução de 16 anos em apenas 16 meses de investimento no setor, a prefeita Adriane Lopes fez o anúncio das medidas durante solenidade no Parque Tarsila do Amaral, que reuniu autoridades, secretários municipais e representantes da Educação da Capital, como a ACPMS – Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

Para 2024, a Prefeitura irá entregar 205 parquinhos e brinquedos lúdicos pedagógicos para todas as unidades escolares, além de providenciar energia fotovoltaica para todas as unidades e instalar ar-condicionado em todas as escolas municipais. São mais de 4 mil aparelhos que serão adquiridos pelo Executivo Municipal. Ainda no mês de fevereiro, a Prefeitura vai entregar as obras das Emeis Jardim Inápolis e São Conrado.

As 166 novas salas modulares possuem 48 m² – espaço suficiente para 20 alunos – equivalente a 6.600 novas vagas. Além disso, a Prefeitura vai entregar novos uniformes e kits escolares para o início das aulas dos 111 mil estudantes. Com investimento em tecnologia, o total de 1.095 notebooks serão entregues para diretores e coordenadores da Reme; mais 899 estações de trabalho (computadores) para a Semed. Também é prevista uma Sala de informática itinerante.

“Hoje nós estamos aqui para lançar o maior pacote de investimentos da história da educação dessa cidade. Quando eu disse, ao assumir essa gestão, que educação é prioridade, eu não estava brincando.  Eu não vim prometer, eu vim fazer com que a educação de Campo Grande se torne referência nacional. Eu sou mulher, eu sou mãe e eu sei as dificuldades que as mulheres passam quando precisam de uma vaga em uma escola. Nós sabemos o quanto é importante a educação na vida de uma criança. Eu sou fruto da educação. E quando eu falo em Capital das Oportunidades, eu não posso falar na Capital das Oportunidades sem pensar na educação, que transforma as vidas para o futuro dessa cidade”, frisou a prefeita Adriane Lopes.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

Diretora da Escola Municipal Antônio José Paniago e presidente do Conselho de Diretores e vice-presidente do Conselho Municipal de Educação, Maria Lúcia de Fátima de Oliveira, exaltou a transformação pela qual a educação de Campo Grande tem passado e o impacto que o pacote anunciado trará para o setor.

“Estou há 27 anos trabalhando em uma única escola e há mais de 30 anos na Educação Municipal em Campo Grande. Por quantos anos a gente ficou pedindo, chorando, e hoje está acontecendo, tantas coisas maravilhosas chegando e a gente vendo que a educação, de fato, está sendo prioridade de verdade. Eu estou muito feliz de estar aqui participando desse momento”.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

Andrelina Ranieri de Carvalho Ferreira, diretora da Escola Municipal Nazira Anache, diz que o pacote anunciado pela Prefeitura de Campo Grande deixa a comunidade escolar bastante animada para o próximo ano.

“É a primeira vez que vemos algo assim, o que nos traz novas perspectivas para 2024. Temos visto e vivenciado mudanças significativas, desde o incentivo na parte estrutural como na parte pedagógica. Tudo isso é visto no apoio que a gente busca e tem encontrado, isso é muito importante. E agora, com o anúncio da instalação de ar-condicionado para todas as salas de aula, algo que é um sonho para nós, pois sabemos o quanto esses aparelhos vão melhorar a qualidade de vida em sala de aula para as nossas crianças, trazendo um conforto maior, e uma criança bem acomodada com certeza ela aprende melhor”.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

O secretário municipal de Educação, Lucas Bitencourt, pontuou o comprometimento da administração com o desenvolvimento da cidade e com a formação de seus alunos. “Tudo nesse ano foi pensado e nós estamos aqui pelos nossos alunos. A educação é a base para qualquer sociedade se desenvolver e Campo Grande tem se desenvolvido, diariamente, porque nós acreditamos na educação como um preditor para o sucesso da nossa cidade”.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

O vereador Beto Avelar falou em nome da Casa de Leis e reconheceu as ações do Executivo Municipal em prol da melhoria na Educação de Campo Grande. “Quero parabenizar a gestão pela administração séria pautada no debate construtivo. Construção que ocorreu de uma forma real, iniciando pela valorização dos profissionais que hoje se sentem valorizados, como realmente são. Então, é sem dúvida, uma noite muito memorável para todos nós.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Carlos Augusto Borges, pontuou que o Legislativo apoia todas as ações em prol da população e parabenizou a atual gestão administrativa da Capital pelo planejamento.

“O lançamento desse pacote mostra que a prefeitura está aplicando bem os recursos que existem na educação. E investindo na educação, certeza que melhora a qualidade do ensino, melhora as escolas, melhora as condições dos professores, dos alunos, isso gera qualidade de ensino. Então, é algo muito importante e tem o apoio da Câmara, fazia tempo que eu não via um pacote desse tamanho. Está de parabéns”.

Em nome da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado Lidio Lopes falou do grande desafio de fazer gestão da educação com responsabilidade e resolutividade. “Eu louvo a Deus por essa oportunidade e privilégio de poder estar aqui nesta noite, uma noite memorável para a educação de Campo Grande. Testemunhar o anúncio de que todas as salas de aula aqui de Campo Grande receberão ar-condicionado é um grande desafio e uma grande conquista, mas o grande desafio é fazer gestão com responsabilidade e aí eu quero parabenizar a administração municipal por ter essa visão de investir na educação”.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

Durante a solenidade, o presidente do Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP), Gilvano Bronzoni, exaltou a resolutividade trazida pela administração municipal em pontos de extrema importância para a categoria, dentre eles, as eleições das Emeis, classificadas por ele como um sonho.

“A eleição das Emeis é um sonho, uma garantia de qualidade e autonomia. A atual gestão nos surpreendeu, pois, muitas administrações passaram e não fizeram e temos visto essa gestão fazer a diferença. Estamos terminando o ano com aquilo que foi combinado sendo cumprido, então, somos gratos a atual gestão por sentarem e conversarem conosco para juntos avançarmos e sair fortalecidos. Nós já somos uma capital entre as maiores no número de professores efetivos no Brasil, e agora temos o anúncio do concurso para o magistério. Isso é importante, isso é crescimento”, comemorou.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

Investindo em educação

Os investimentos de apenas 16 meses resultam numa evolução de 16 anos se comparado aos investimentos das últimas décadas no setor. A educação municipal de Campo Grande teve inúmeros ganhos desde o ano passado, da parte pedagógica à estrutural, como a revitalização simultânea das 205 unidades escolares, renovação de frota de veículos, novos mobiliários, ampliação do número de vagas, implantação do Ensino Médio no Distrito de Rochedinho com construção de salas de aula, entre outras ações que visam melhorar o desenvolvimento e a qualidade de vida dos 111 mil alunos e dos servidores.

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

O programa Juntos Pela Escola investe R$ 40 milhões na revitalização das 205 escolas simultaneamente. Essas escolas receberam manutenção, reparos, acessibilidade e nova pintura após anos de funcionamento. São 106 Emei’s (Escolas de Educação Infantil) e 99 de Ensino Fundamental que serão contempladas com as ações.

Na estrutura pedagógica, os alunos do 5º ano têm suporte de leitura e escrita no projeto Aprender Mais na Reme, no contraturno das aulas. Com a nova Educação de Jovens e Adultos- EJA,  o total de 10 escolas oferecem a modalidade e uma delas, a Escola Osvaldo Cruz oferece nos 3 períodos. Os alunos também realizam o Simulado Reme, que avalia o conhecimento e a dificuldade de aprendizagem para preparar para a avaliação do SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica).

Ar-condicionado, energia solar, 166 salas e 6,6 mil vagas são metas do maior pacote da Educação da Capital

Além disso, a Prefeitura entregou para a Semed uma frota de 21 veículos leves, uma pick up, uma caminhonete e um ônibus com ar-condicionado. Também foram adquiridos 35.065 mobiliários e bebedouros novos. Para melhorar a qualidade da merenda, a Prefeitura fez a entrega de novas panelas, caçarolas e armários para as unidades escolares, depois de 10 anos sem uma renovação nestes itens.

Em 14 de dezembro acontecerá a 1° eleição de diretores nas Emeis da Capital. O feito também é inédito e um pedido antigo da comunidade escolar. A posse de secretários escolares das Emeis neste ano de 2023 atende a um anseio antigo da categoria.

Sobre a segurança nas escolas, os programas Ronda Escolar e Educação+Segura com o botão do pânico, em parceria com a Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (Sesdes), obtiveram resultados positivos com a presença de Guardas Civis Metropolitanos (GCM) no ambiente escolar, com 10 viaturas fixas, com equipes completas para atender as escolas de Campo Grande. A prefeitura também reforçou a segurança em 90 unidades escolares com a presença diurna de guardas civis metropolitanos.

Recomposição salarial

A Prefeitura sancionou o projeto de lei da recomposição salarial do piso do magistério, que iguala o salário em 70% ao piso nacional. O aumento é de 14,95%, sendo feito de forma escalonada, 5% pagos em outubro, em janeiro de 2024 e 4,95% em maio de 2024.

Em setembro de 2024, será incorporada a reposição de 30% do reajuste anual do piso nacional para o ano de 2024. No mesmo ano, em dezembro, acontece a reposição de 70% do reajuste anual do piso nacional para o ano que vem.

Atualmente, a Reme possui 110.323 alunos, um aumento de 3.043 alunos, em comparação com 2022. Para 2024, a Prefeitura anunciou a abertura de 5 mil vagas nas Emeis da Capital com cadastro de matrícula on-line e pelo site matricula.campogrande.ms.gov.br. O telefone 0800 615 15 15 agora aceita ligação por celular e facilita ainda mais o acesso às informações sobre datas, matrículas e rematrículas.

Fale com a Redação