Um homem que teve sua caminhonete roubada no dia 17 de setembro deste ano, viu seu veículo em cima de um guincho e acionou o Batalhão de Polícia Militar de Choque. A vítima V.B.S. começou a seguir o caminhão guincho enquanto aguardava os policiais e foi passando informações do trajeto pelo telefone.

A viatura do Choque conseguiu abordar o caminhão guincho e ao questionar o motorista, o mesmo relatou que a camionete foi pega em uma residência no Bairro Lageado em Campo Grande.

A equipe do Choque se deslocou até o endereço, onde encontrou o autor junto com sua esposa e um veículo Gol de cor branco, ainda ligado para sair do local.

O homem confessou que ficou com o veículo escondido em sua casa por uma semana a mando de um homem que estava preso, e que ganharia R$ 200 pelo serviço. Ainda segundo ele, seu cunhado foi quem entregou a caminhonete a ele, informando que o veículo era roubado.

E novamente a mando do ‘preso contratante’ do serviço, entregou a camionete para ser transportada pelo guincho até o bairro Taquaral Bosque.

A equipe do choque se deslocou até o endereço do recebimento do frete, onde abordou um carro Astra em frente da residência em que esperava seu comparsa chegar. O condutor relatou que estaria no local para o uso de droga e ao ser questionado sobre possível envolvimento com a camionete roubada o mesmo começou a se contradizer nas respostas e ficar nervoso.

Diante disso, a equipe entrou em sua residência e encontrou na sala uma balança de precisão, um rolo de papel filme, cinco porções de maconha dentro de um vidro, no quarto dentro do guarda roupa foi encontrado 19 tabletes, totalizando 19kilos e 200 gramas.

Novamente questionando, confessou que encontra-se em regime fechado e fez contato por whatsapp com o preso que pediu para ele guardar a camionete em sua residência pelo valor de R$200 e que um cidadão, que não soube citar o nome, iria buscar pela manhã do dia seguinte.

Já as drogas que estavam em sua posse também seriam do ‘mandante preso’. E além de usar o entorpecente na casa,iria também ajudar o proprietário da casa a guardar a camionete por ser irmão do mandante preso.

Durante a permanência da Equipe de Choque na casa, compareceu um suspeito com seu carro Gol de cor Cinza dizendo que foi até o local, pois a mãe de outro preso pediu para ele porque estaria preocupada com seu filho.

Todos os envolvidos foram conduzidos para a DEPAC Centro.

Batalhão de Choque acaba com esquema de tráfico e roubo de veículo a mando de preso
Comentários