19.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 19 de julho, 2024
spot_img

Bolsa Família chega a 210 mil famílias de Mato Grosso do Sul em junho

Valor médio recebido pelos beneficiários no estado é de R$ 692,10. Cronograma de pagamentos segue até o dia 28

Em todos os 79 municípios sul-mato-grossenses, 210 mil beneficiários do Bolsa Família começam a receber os repasses de junho nesta segunda-feira (17). O cronograma de pagamentos é escalonado, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS), e segue até o fim do mês (confira tabela). O valor médio do benefício em Mato Grosso do Sul é de R$ 692,10 a partir de um investimento de R$ 145,3 milhões do Governo Federal.

Dentro dos valores adicionais previstos no Bolsa Família, Mato Grosso do Sul tem 123,8 mil crianças de zero a seis anos contempladas com o Benefício Primeira Infância, que representa um adicional de R$ 150 a cada criança dessa faixa etária na composição familiar. O investimento federal para atender este público supera os R$ 17,1 milhões.

Outros benefícios complementares, todos no valor adicional de R$ 50, chegam a 186,5 mil crianças e jovens entre sete e 18 anos, além de 13,2 mil gestantes e 4,3 mil mulheres em fase de amamentação no estado. Somados, os pagamentos deste benefício somam R$ 9,1 milhões.

Em junho, a capital Campo Grande permanece com o maior número de famílias beneficiárias. São 55,3 mil, a partir de um investimento de R$ 37,5 milhões e valor médio de repasse de R$ 678,32. Na sequência dos cinco municípios sul-mato-grossenses com maior número de contemplados no mês aparece Dourados (13,1 mil), depois Corumbá (11 mil), Ponta Porã (9,9 mil) e Três Lagoas (7,5 mil)

O município de Paranhos, com pouco mais de 12 mil habitantes e 1.843 famílias atendidas pelo Bolsa Família, neste mês registrou o maior valor médio pago pelo programa no estado: R$ 816,01. Na sequência aparecem Ladário (R$ 736,55), Japorã (R$ 734,46), Maracaju (R$ 728,26) e Corumbá (726,71).

Bolsa Família chega a 210 mil famílias de Mato Grosso do Sul em junho

Auxílio G

Em junho, o Governo Federal também paga, no mesmo calendário, o Auxílio Gás, benefício voltado para pessoas em situação de maior vulnerabilidade social. São 66.924 famílias catarinenses que vão receber um adicional de R$ 102 referente ao valor integral do botijão de 13 quilos de gás GLP. O investimento federal é de R$ 6,8 milhões no estado.

Fale com a Redação