Atrás durante todo treino, finlandês toma a ponta na última volta. Bryn Lennon/REUTERS

Neste sábado (8), a última tomada de tempo definiu as posições de largada para o GP dos 70 anos da Fórmula 1, em Silverstone, na Inglaterra. E os carros da escuderia alemã Mercedes “monopolizaram” a briga pelas primeiras posições. O inglês Lewis Hamilton ficou na frente durante praticamente toda classificação, mas foi ultrapassado na última tentativa do “Q3” pelo finlandês Valtteri Bottas, que vai largar na frente pela segunda vez na temporada. Ele cravou 01min26seg738 e foi apenas 0s063 mais veloz impedindo a 92ª pole position do companheiro. O hexacampeão mundial fechou a classificação com o melhor tempo de 01min26seg818.Bottas tira pole de Hamilton e larga na frente no GP de 70 anos da F1Bottas tira pole de Hamilton e larga na frente no GP de 70 anos da F1

A surpresa da tomada de tempo da manhã deste sábado veio com Nico Hulkenberg. O alemão da Racing Point substitui o mexicano Sergio Pérez, diagnosticado com coronavírus, e ficou em terceiro, com o tempo de 01min27seg279. O holandês Max Verstappen, da RBR, vai largar em quarto. Da quinta à décima posições, respectivamente, Daniel Ricciardo (Renault), Lance Stroll (Racing Point), Pierre Gasly (AlphaTauri), Charles Leclerc (Ferrari), Alexander Albon (RBR) e Lando Norris (McLaren) completam o grid da prova, que começará neste domingo (9) às 10h10 (horário de Brasília).

Fonte: Agência Brasil

Comentários