Do total de infectados, 3.851.227 já se recuperaram

De sábado para domingo, Ministério da Saúde contabilizou 363 novos óbitos e 16.389 casos de infecção pelo novo coronavírus no país

O Brasil registra neste domingo (20) 363 novas mortes por covid-19 e um adicional de 16.389 novos casos confirmados da doença, segundo dados do Ministério da Saúde.

Com os novos números, o país atinge o total de 136.895 mortes acumuladas, além de 4.544.629 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Do total de infectados, 3.851.227 já se recuperaram, enquanto outros 556.507 continuam sendo monitorados.

Mato Grosso do Sul

No Boletim coronavírus de hoje, a Secretaria de Estado de Saúde teve ao menos um motivo para comemorar: dados da última semana mostram que a taxa de contágio baixou de 1,10 para 1,01. O Secretário Gerado Resende disse que esforços estão sendo feitos para baixar este número para -1 nos próximos dias.

A taxa de letalidade, no entanto, continua alta – 15,29/dia. Nas últimas 24 horas MS registrou mais 10 óbitos e 382 novos casos da Covid19 em todo o MS. De acordo com Resende, o número de casos é sempre mais baixo nos finais de semana, porque as equipes estão desmobilizadas neste período.

Os municípios que apresentaram os maiores índices de novos casos são: Campo Grande +109; Corumbá + 54; Dourados +49, Três Lagoas + 30 e Aquidauana +30. A média móvel de positivos para a doença é 681/dia.

Dos 10 óbitos registrados nas últimas 24 horas, 5 são de Campo Grande e 1 óbito nas cidades de Corumbá, Paranaíba, Rio Negro, São Gabriel do Oeste e Sidrolândia. A faixa etária dos pacientes que não resistiram ao vírus é de 48 a 80 anos de idade.

Atualmente 473 pessoas estão internadas, sendo 250 em leitos clínicos e 225 em leitos de UTI. A maioria dos leitos ocupados são da Rede Pública.  A doutora Christine Maymome, mais uma vez reitera a necessidade de mobilizar as pessoas, amigos e familiares para o uso correto da máscara, o isolamento social e as regras de higiene. “Máscaras no queixo não protege nem a nós nem aqueles que amamos”, enfatiza.

*com informações R7

Comentários