Etiene Medeiros Stephanie Balduccini Ana Vieira e Larissa Oliveira — Foto: Divulgação

A semana foi movimentadíssima para o esporte olímpico, que vive um clima de frio na barriga com a proximidade dos Jogos de Tóquio. Para o Brasil, novos classificados na ginástica, natação, atletismo e judô, mas ao mesmo tempo resultados não tão bons no vôlei de praia e skate, modalidades em que o país chegará aos Jogos Olímpicos como favorito.

Vaga para Rebeca Andrade

Rebeca Andrade ginástica Pan — Foto: Ricardo Bufolin/CBG
Rebeca Andrade ginástica Pan — Foto: Ricardo Bufolin/CBG

A ginasta Rebeca Andrade, que sofreu com diversas lesões nos últimos anos, garantiu a vaga nas Olimpíadas de Tóquio ao conquistar a medalha de ouro no Campeonato Pan-Americano de ginástica, disputado no Rio de Janeiro. Ela alcançou a nota 56.700 na soma dos quatro aparelhos, com 14,800 no solo, 14,400 nas barras assimétricas, 13,800 na trave e 13,700 no solo. No masculino, o Brasil também conseguiu uma vaga nas Olimpíadas: Diogo Soares, de 19 anos, que fez o individual masculino com a nota de 82,700.

Show de Caio

Caio Souza comemora apresentação no Mundial de ginástica de Stuttgart — Foto: Ricardo Bufolin/PanamericaPress/CBG
Caio Souza comemora apresentação no Mundial de ginástica de Stuttgart — Foto: Ricardo Bufolin/PanamericaPress/CBG

Nome quase certo na seleção olímpica, Caio Souza foi o grande destaque do Pan-Americano de ginástica, com cinco medalhas de ouro: no individual geral, com a nota 84,200, e por equipes, além de três aparelhos: argolas (14,700), barras paralelas (14,900) e salto (14,575). São pontuações que o deixam na briga por várias finais nas Olimpíadas de Tóquio e até podendo surpreender para uma medalha.

Bruno Fratus conquista o ouro nos 50m livre no Mare Nostrum 2021 em Barcelona
Bruno Fratus conquista o ouro nos 50m livre no Mare Nostrum 2021 em Barcelona

Ouro de Fratus

Principal esperança de medalha do Brasil nas Olimpíadas na natação, Bruno Fratus foi campeão da etapa de Barcelona do Circuito Mare Nostrumcompetição que reuniu alguns dos principais atletas do planeta.

Ele completou a prova dos 50m livre em 21s73, igualando sua melhor marca na temporada, feita nas eliminatórias do torneio que contou como seletiva olímpica. Em segundo e terceiro lugares ficaram, pela ordem, os holandês Thom Boer (21s89) e Jesse Puts (22s10).

Vagas no revezamento

A Federação Internacional de Natação (FINA) confirmou mais dois revezamentos brasileiros para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Com o fechamento do ranking mundial, o 4x100m livre feminino e o 4x100m medley misto estão garantidos nas Olimpíadas.

Etiene Medeiros Stephanie Balduccini Ana Vieira e Larissa Oliveira — Foto: Divulgação
Etiene Medeiros Stephanie Balduccini Ana Vieira e Larissa Oliveira — Foto: Divulgação

As equipes serão formadas por Larissa Oliveira, Etiene Medeiros, Stephanie Balduccini e Ana Vieira (4x100m livre) e com Guilherme Basseto, Felipe Lima, Giovanna Diamante e Larissa Oliveira (4x100m misto).

Ainda há a possibilidade do 4x200m feminino conseguiu essa vaga, já que o time é o primeiro da lista de espera. Se qualquer país desistir de participar, o que não é incomum de acontecer, a seleção nacional garante um lugar.

Bronze para Rayssa no skate

Rayssa Leal Mundial de Skate Street — Foto: Julio Detefon
Rayssa Leal Mundial de Skate Street — Foto: Julio Detefon

Rayssa Leal conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de skate street, que foi disputado em Romana Itália. Com uma nota de 13.47, ela ficou atrás das japonesas Aori Nishimura (campeã, com 14.73) e Momij Nishiya (14.17). O Brasil teve mais duas representantes na prova: Pâmela Rosa, que foi a campeã mundial em 2019, terminou em quarto lugar, com 13.44, e Leticia Bufoni foi a quinta, com 13.36. No Mundial de 2019, Pâmela tinha sido campeã, e Rayssa vice. No masculino, Kelvin Hoefler ficou em quinto lugar.

Vitórias no vôlei

Brasil x Japão vôlei Liga das Nações — Foto: Divulgação/FIVB
Brasil x Japão vôlei Liga das Nações — Foto: Divulgação/FIVB

A Liga das Nações de vôlei segue a todo vapor na Itália. No masculino, o Brasil perdeu uma partida para a França, mas segue entre os primeiros colocados na classificação, com cinco vitórias e uma derrota. Já o time feminino, que perdeu no início da competição para os Estados Unidos, também está na zona de classificação para a fase final, com seis triunfos e apenas uma derrota até o momento.

Índice nos 800m do atletismo

Thiago André fez o índice olímpico para correr os 800m rasos nas Olimpíadas de Tóquio. Em um torneio realizado no Centro Olímpico, em São Paulo, ele correu 1m44s92, abaixo da marca mínima estupulada (1m45s20) e está garantido em sua segunda Olimpíada, já que também esteva na Rio 2016.

Medalha para Erica

Érica Sena marcha atlética — Foto: Divulgação
Érica Sena marcha atlética — Foto: Divulgaçã

Uma das principais esperanças de medalha do Brasil no atletismo, Erica Sena conquistou o bronze no GP de La Coruña, na Espanha, na prova de 20km da marcha atlética. A campeã da prova foi a colombiana Sandra Lorena Arenas, com 1h28m24s, a prata ficou com a mexicana Alegna González, com 1h28m40s, quatro centésimos na frente da brasileira. Já Thiago Braz, outro com vaga garantida na Olimpíada, competiu no GP de Hengelo, na Holanda, e ficou em quinto no salto com vara com 5,62m de marca.

Bronzes no vôlei de praia

Bárbara / Carol Ostrava República Tcheca — Foto: Divulgação/FIVB
Bárbara / Carol Ostrava República Tcheca — Foto: Divulgação/FIVB

O Brasil conquistou duas medalhas de bronze na etapa de Ostrava do Circuito Mundial de vôlei de praia, disputado na República Tcheca. No feminino, Bárbara/Carol e, no masculino, André/George. O curioso é que nenhuma dessas duplas vai estar nas Olimpíadas. Ágatha e Duda, classificadas para Tóquio, perderam nas oitavas de final, enquanto Alison e Álvaro venceram só um jogo e ficaram em 17º.

Medalhas no Pan de taekwondo

Milena Titoneli ouro taekwondo Pan de Lima — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br
Milena Titoneli ouro taekwondo Pan de Lima — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Atletas que vão representar o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio, Milena Titoneli e Ícaro Miguel conquistaram a medalha de ouro no Pan-Americano de taekwondo, disputado no México. Milena passou por Madelyn Rodriguez, da República Dominicana, por 27 a 7, Leslie Soltero, do México, por 19 a 15, e Victoria Tamez, também do México, por 19 a 4. Já Ícaro, derrotou o americano Dallas Parker por 34 a 2 e Bryan Salazar, do México, no golden score. A seleção terminou o Pan com 14 medalhas.

Fonte: Portal G1

Comentários