O brasileiro Hélio Castroneves empatou um recorde com sua quarta vitória longamente aguardada nas 500 Milhas de Indianápolis no domingo (30), e imediatamente começou a cobiçar um quinto triunfo histórico.Brasileiro campeão da Indy 500 pela 4ª vez, já pensa na próximaBrasileiro campeão da Indy 500 pela 4ª vez, já pensa na próxima

Em mais de um século de corridas no famoso circuito Indianapolis Motor Speedway (IMS), só três pilotos – A.J. Foyt, Al Unser Sr. e Rick Mears – venceram a prova quatro vezes. Com a conquista, Castroneves se torna o primeiro não-norte-americano a se unir ao grupo.

As chances de ele integrar o clube exclusivo pareciam incertas no ano passado, quando a poderosa equipe Team Penske, que forneceu os carros das três vitórias anteriores de 2001, 2002 e 2009, cortou relações com o piloto de 46 anos.

Mas a Meyer Shank Racing acolheu o brasileiro animado, e ele recompensou a equipe pequena com um desempenho equilibrado, assumindo a liderança a duas voltas do final e contendo uma ofensiva do jovem espanhol Alex Palou.

Em uma entrevista na beira da pista após a vitória, Castroneves deixou claro aos torcedores que há mais pela frente.

“Só corri duas provas neste ano e venci duas. Não é o fim, é o começo”, disse ele, que também integrou a equipe vencedora das 24 Horas de Daytona. “Acho que ainda estou em forma, não acham?”

Sem uma equipe em tempo integral, o piloto normalmente afável chegou a Indianápolis ressentido e determinado a provar algo.

“Eles prometeram um bom carro. (Eu disse) ‘só me deem uma chance de lutar e estarei lá na frente'”, contou.

Fonte: Agência Brasil

Comentários