14.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 12 de julho, 2024
spot_img

Calendário astronômico: eclipse solar total ocorre no próximo dia 8 de abril

O eclipse deverá ser o mais visto da história, mas não no Brasil

No próximo dia 8 de abril de 2024, haverá um eclipse solar total. A Lua irá cruzar seu trajeto com o Sol e bloquear totalmente sua visão. Em outras palavras, é como se o Sol desaparecesse atrás da Lua durante algum tempo.

Ao contrário de um eclipse lunar, que pode ser visto de qualquer lugar do lado noturno da Terra, um eclipse solar só pode ser visto de uma área relativamente pequena do mundo.

O fenômeno terá início no Oceano Pacífico Sul e cruzará a América do Norte, passando por México, Estados Unidos e Canadá. O evento deve chegar à costa do México por volta das 15h07min (horário de MS) e seguir em direção ao Texas, nos Estados Unidos, até sair da América do Norte pelo litoral do Oceano Atlântico na Terra Nova, no Canadá. 

A previsão é de que o eclipse deixe a América do Norte por volta das 16h46min (horário de MS), após cumprir um percurso de aproximadamente 1h40min pelo continente.

Ele não será visível no Brasil. Entretanto, a Nasa vai transmitir o eclipse via redes sociais e canais oficiais. O Observatório Nacional, órgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), também anunciou a retransmissão do fenômeno em seu canal no YouTube

Eclipse Solar Total

Um eclipse do Sol ocorre quando a Lua fica entre o Sol e a Terra projetando uma sombra sobre a Terra. Assim como no caso do eclipse da Lua, temos dois tipos de sombra: a umbra e a penumbra.

Conforme explica a Dra. Josina Nascimento, astrônoma do Observatório Nacional, se o observador está na estreita faixa da Terra atingida pela umbra, ele vai ver o eclipse como total. Se está na área atingida pela penumbra, verá como parcial.

“Neste caso, o caminho estreito da totalidade – onde a Lua cobre completamente o Sol, causando um eclipse total – atravessará o México, os Estados Unidos e o Canadá. Um eclipse parcial será visível em quase toda a América do Norte e em uma faixa da Europa Ocidental”, afirmou. 

Em média, um eclipse total do Sol acontece a cada 18 meses, mas por serem visíveis somente em uma estreita faixa sobre a Terra, parecem muito raros.

Fale com a Redação