Essa parceria visa ainda tornar as cidades grandes centros de atenção turística. (Foto/Divulgação)

Acordo de Irmandade e Cooperação será assinado de forma virtual, em decorrência da pandemia

A fim de estreitar e fortalecer os laços de cooperação e ajuda mútua entre os cidadãos de Campo Grande , e o município de San Salvador de Jujuy, na Argentina, as duas cidades assinam na próxima semana, um Acordo de Irmandade e Cooperação, tornando-se Cidades Irmãs.

Com o Acordo, o objetivo é desenvolver ações conjuntas e concretas nas esferas pública e privada, além de implementar o intercâmbio de conhecimentos, experiências, produtos, serviços e tecnologias nas áreas econômica e da saúde, educação, cultura, esportes, turismo e ciências. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedesc), através da Superintendência de Fomento ao Comércio Exterior, além de outras secretarias, vem trabalhando fortemente na área da diplomacia, construindo acordos bilaterais de irmandade e Cooperação com cidades estratégicas, como o que está sendo celebrado com San Salvador de Jujuy, na Argentina, por onde passará a Rota de Integração Latino Americana (RILA).

“O fato de Campo Grande estar no meio Estado, nos coloca em uma posição de destaque no âmbito da logística intermodal. Já estamos com o Terminal Intermodal concluído, o projeto para a relicitação da malha oeste ferroviária está em andamento e, com a ampliação do Aeroporto Internacional de Campo Grande, também em andamento, formamos um conjunto intermodal, entre malha rodoviária, aérea e ferroviária. Este conjunto de obras que conta com o apoio dos governos Federal e Estadual, vem para elevar Campo Grande a um novo patamar de desenvolvimento econômico”, afirma o titular da Sedesc, Rodrigo Terra.

“Também queremos fortalecer o Corredor Rodoviário Bioceânico, mediante a integração dos territórios, ampliação e diversificação das relações comerciais e promoção de novas oportunidades de investimento, emprego e renda, contribuindo para a melhoria das condições de vida dos cidadãos”, explica a Subsecretária de Gestão e Projetos Estratégicos da Prefeitura Municipal de Campo Grande, Catiana Sabadin.

Essa parceria visa ainda tornar as cidades grandes centros de atenção turística, cultural e de desenvolvimento econômico, estimulando o uso de ativos renováveis e o aprofundamento da integração regional, além de promover a integração física e logística e uma multimodalidade, moderna e eficiente, como meios capazes de gerar condições mais favoráveis ao desenvolvimento econômico de seus territórios, permitindo o avanço de projetos de integração produtiva, a promoção de voos regionais e a melhor utilização de suas infraestruturas aeroportuárias e rodoviárias como meios de transporte de passageiros e cargas. “A ideia é também incentivar a construção de novos centros logísticos regionais, como instrumentos de fomento de novos espaços econômicos de colaboração e cooperação entre os dois países”, completa Catiana.

O Acordo de Irmandade e Cooperação será assinado de forma virtual, em decorrência da pandemia.

Comentários