O projeto cultural ‘Campo Grande em Cena’ retorna ao público no inicio de novembro, com apresentações teatrais presencial, pós-pandemia, mas ainda assim com público reduzido e seguindo estritamente todas as recomendações de biossegurança. E para termos o evento, os grupos interessados em ‘voltar’, devem se inscrever até o próximo dia 12 de outubro, com cadastro aberto para grupos, coletivos e artistas interessados em participar do projeto. conforme divulgação da FCMS (Fundação de Cultura de MS), podem ser inscritas produções feitas de 2019 a 2021, inéditas ou não, produzidas originalmente em Mato Grosso do Sul.

O ‘Campo Grande em Cena’ propõe a realização de um evento entre os próximos dias 03 e 13 de novembro, a partir de projeto apresentado ao FIC/MS (Fundo de Investimentos Culturais do estado de MS) do ano de 2019.​ O objetivo é promover o reconhecimento interno das produções teatrais do MS, desenvolvidas no período entre 2019 a 2021, com a realização de apresentações gratuitas como forma de oportunizar a circulação de trabalhos artísticos e ampliar a formação de público.​

De acordo com dados do projeto, serão considerados trabalhos cênicos em processo, peças curtas e/ou espetáculos com duração igual ou superior a 60 minutos. As apresentações serão realizadas em espaços fechados, alternativos ou em locais abertos, em especial sendo realizadas no Sesc Cultura. A volta da forma presencial, está garantida, mas com público reduzido e seguindo as medidas de biossegurança contra a disseminação da Covid-19.

Os interessados devem se inscrever no site: https://bit.ly/campograndeemcena e preencher o formulário de acordo com o regulamento para inscrição das propostas. Os espetáculos selecionados vão receber cachê de até R$ 4 mil (dependendo da categoria), além de transporte, alimentação e hospedagem para quem não residir na Capital.

Além de apresentações

Além da programação de espetáculos que serão selecionadas por meio de Edital público para integrar o evento, o projeto “Campo Grande em Cena” prevê ainda a realização de um curso de formação/capacitação na área teatral, com o diretor Marcelo Henrique Flecha (MA) e oficina de teatro com a atriz e diretora Patrícia Saravy (PR). Ambos serão realizados no Centro Cultural José Octávio Guizzo (CCJG).

A programação contará também com uma temporada do espetáculo “Todo redemoinho começa com um Sopro” da Cia. Ofit, estreada em 2020, que passou a compor a programação dentro da ótica reestabelecida para o evento a partir da readequação solicitada pela FCMS, que visa adequar os projetos à realidade de pandemia, mas também rever alguns pontos devido ao tempo transcorrido entre a apresentação e a realização do projeto original, o que se justifica pelo contexto sanitário imposto pela Covid-19 e o tempo passado desde a aprovação do projeto.​

“Dessa forma, o projeto propõe as diferentes possibilidades de diálogo com o teatro na contemporaneidade e objetiva em sua realização criar um importante espaço de discussão e reflexão sobre as artes cênicas no Mato Grosso do Sul”, resume o diretor Nill Amaral da Cia. Ofit, idealizador do projeto ‘Campo Grande em Cena’, que conta com o incentivo do FIC/MS e apoio do Sesc MS.

Comentários