Campo Grande (Foto: Diogo Goncalves)

Decreto desta quinta, permite apenas abertura de serviços essenciais

Em publicação realizada no Diário Oficial do Estado (DOE-MS) nesta quinta-feira (10), o Comitê do Gestor Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), informou a nova classificação do mapa de risco de proliferação da Covid-19 no Estado.

Dentre as mudanças realizadas, Campo Grande passa a adotar medidas mais ‘duras’ no período de 11 a 24 de junho. Passando a operar em bandeira cinza, grau extremo, ficando restrito apenas as atividades essenciais a partir de manhã, sexta feira.

Capital passa operar na cor cinza e terá "fecha tudo" a partir desta sexta-feira
Mapa atualizado divulgado. (Fonte/Prosseguir)

No início desta semana a atualização do mapa havia divulgado a classificação com bandeira vermelha para a Capital e outros municípios, entretanto o Governo do Estado, em parceria com prefeitos revisou os dados e readequou as medidas.

“Os municípios deverão adotar, no âmbito de seus territórios, as recomendações emitidas pelo Comitê Gestor do Programa de Saúde e Segurança da Economia (PROSSEGUIR), as quais terão caráter vinculativo e deverão ser fixadas em consonância com as bases e as diretrizes constantes do Decreto Estadual nº 15.462, de 25 de junho de 2020, que cria o referido Programa, e demais normativos que regem a matéria”.

Com a atualização , 7 cidades estão classificadas na bandeira laranja (grau de risco médio), 29 passaram para bandeira vermelha (grau de risco alto) e 43 entraram para bandeira cinza (grau de risco extremo).

Coloração Cinza

O toque de recolher passa para as 20h. Entre os locais liberados para funcionamento estão listados 51 atividades. Porém diante das regras informadas não existe comparativo a um lockdown, já que academias e igrejas permanecem liberadas

Confira a baixo a lista de atividades essências permitidas para a coloração cinza

Capital passa operar na cor cinza e terá "fecha tudo" a partir desta sexta-feira
Comentários