Campo Grande está sob “ataque” no inicio da tarde desta sexta-feira (15), vivendo a fúria da Natureza, sendo encoberta por terra vermelha, em toda cidade, chovendo forte em algumas partes até com granizo, e, em boa parte da Capital, uma forte ventania causa estragos e medo na população. Por volta das 15 horas começou a ‘mudar’ completamente as cores do céu e foi se criando um cenário de filme apocalíptico, como podemos ver, abaixo, pelas fotos e vídeos registrados em diversas e diferentes regiões da Capital. Veja abaixo, vídeos enviados a redação do Enfoque MS.

O que vimos acontecer dias atrás em Três Lagoas e em diversas cidades do interior de São Paulo, a “chuva de terra” chegou em Campo Grande, em todos os bairros e mesmo em todo centro. Relatos e imagens chegam a redação, com o Campo-grandense ‘assustado’ e incrédulo do que vê e sente na própria pele. “Que medo, só eu e o Arthur em casa, e vendo este vermelhão no céu e muita terra. barulho forte de vento e outras coisas”, relatou Cleuza Maria de Jesus, que citou seu filho de apenas cinco anos, do bairro Tarumâ, região oeste, na saída para Sidrolândia.

Vídeos: Capital vive medo da natureza que faz chuvas de 'terra e água' e ventania com objetos no ar
Árvore derrubada em toda extensão de uma das pistas e parte da outra da Avenida Rachid Neder (Foto: Emerson Almeida)

A servidora Publica, Andreia Monserrat, no Jardim Leblon, fala que estava na rua e quase foi atingida por objetos voando. “Quase fui pega por coisas voando meio da rua. Voando objetos pela rua, poeira encharcando os olhos ao caminhar, muita terra”, descreveu a jovem no bairro também na região Oeste, mas já mais próximo do centro da Capital.

Estragos – O temporal de água, terra ou vento foi diferenciado em cada região, mas por meio de um ou de outro, já são registrados transtornos e prejuízos na cidade. Já há diversas árvores caídas no meio da rua, materiais que foram levados pela ventania e até cobertura de Posto de gasolina que cedeu.

Vídeos: Capital vive medo da natureza que faz chuvas de 'terra e água' e ventania com objetos no ar
Painel de ferro, retorcido pelo vento que foi parar no meio da Avenida Rachid Neder (Foto: Emerson Almeida)

“Pensa no temporal. Deus me livre. Primeiro caiu muita terra. Agora desceu água. Que tempos são estes”, disse Adailton Ribeiro, registrando chuva forte no bairro Batistão.

Já do outro lado da cidade, na região Norte, saída para Cuiabá, um posto de combustível na Avenida Coronel Antonino teve parte da cobertura que veio ao chão. Naquela região, no bairro Nova Lima e adjacencia, por volta das 13h30 ocorreu uma leve chuva que molhou pouco a região, que assim teve menos terra no ar. Mas, após, aquele lado também recebeu forte ventania.

Comentários