Foto: PMCG

A partir desta quinta-feira (23), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) inicia o processo de redução da população de ratos na região central, principalmente em áreas próximas aos córregos que atravessam a cidade. 

Equipes do Setor de Controle de Roedores, Animais Peçonhentos e Sinantrópicos (Scraps) do CCZ farão a aplicação de raticidas e iscas com veneno para estes roedores nos bueiros e em pontos estratégicos dessas áreas. “Assim como o programa de combate à leishmaniose e à raiva, a desratização de áreas públicas também é uma política do Ministério da Saúde”, explica a veterinária responsável pelo serviço, Ana Paula Nogueira. 

Segundo ela, esta estratégia tem como objetivo evitar uma superpopulação de ratos na cidade, animais estes que podem transmitir doenças graves ao ser humano, como é o caso da leptospirose. O controle destes roedores é feito anualmente pelas equipes do centro. 

“Vamos concentrar nossas ações, neste primeiro momento, na região central da cidade e áreas próximas aos córregos, já que a presença de roedores nestes locais é mais comum”, explica. A instalação das armadilhas será feita em locais de grande circulação de ratos, mas que não sejam riscos para outros animais e para a população. 

Comentários