Na busca por recursos para garantir a implantação do Parque Tecnológico e de Inovação de Campo Grande – Estação Digital, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro) e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), iniciou hoje estudos para apresentar projeto na Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), empresa pública ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

CG entra com projeto Finep para implantação do parque tecnológico e de inovação

A Prefeitura vai se candidatar na linha de apoio B – Parques em Implantação na qual o financiamento será de no mínimo R$ 4 milhões e no máximo R$ 10 milhões de recursos. O objetivo da FINEP é incentivar o desenvolvimento tecnológico local e regional, o aumento da competitividade e a interação entre empresas e instituições de Ciência e Tecnologia, além de promover ecossistemas de Inovação e da sociedade do conhecimento.

“A universidade federal procurou o prefeito para uma parceria de projeto no FINEP para incrementar o parque tecnológico e contratou um especialista para colaborar com o projeto e isso coloca o parque em uma condição ainda mais qualificada, não só para Campo Grande mas para todo Mato Grosso do Sul”, explicou Rodrigo Terra, secretário da Sidagro.

CG entra com projeto Finep para implantação do parque tecnológico e de inovação

Visitando Campo Grande e o local onde será o Parque Tecnológico, Manoel Cardoso, Doutor em Sociologia do Conhecimento, Pós Doutor em Economia da Inovação, elogiou o planejamento. “O projeto tem uma ressonância grande no município e com certeza vai aumentar muito a possibilidade de desenvolvimento da região. Foram feitas análises que demonstram a viabilidade do Parque e do local, e é muito bom principalmente pelo apelo histórico que é dado pela ferrovia, o que certamente vai mexer com os corações e mentes das pessoas”, completou Manuel, que participou de reunião com a equipe da Sidagro, visitou a Esplanada Ferroviária e foi recebido pelo prefeito Marquinhos Trad.

Para o reitor da UFMS, Marcelo Turine, “o futuro do Brasil são os parques tecnológicos, e assim estamos colaborando com o grupo de estudo de implantação do Parque junto com outras 41 membros onde todas as universidades estão participando e serão envolvidas no desenvolvimento também desse projeto que vamos submeter ao edital da FINESP”.

Fonte: Ascom PMCG

Comentários