Veículo e drogas apreendidas .(Foto/Divulgação)

A Polícia militar atende denuncia de violência doméstica com utilização de arma de fogo e acaba prendendo homem por diversos delitos e ficha criminal extensa na noite desta quarta-feira (12) em bairro da Capital.

Uma equipe do batalhão de choque da polícia militar em apuração de violência doméstica se deparou com um casal e dois filhos, moradores do bairro Itamaracá na noite de ontem que negaram a discussão ou qualquer tipo de agressão denunciada.

Ao ser solicitado documentação os policiais perceberam que o documento não condizia com aparência do homem de 33 anos, levantando suspeitas, fazendo com que a equipe conduzisse um questionamento mais apurada, solicitando o verdadeiro nome e realizando verificação de ficha criminal do suspeito.

Após informação de seu verdadeiro nome a polícia pode identificar que se tratava de um fugitivo da justiça, com vários mandados em seu desfavor. Foi então realizada checagem da residência e de um veículo nos fundos da casa.

Durante a abordagem foi identificado que o carro de modelo Toro, teria um registro de apropriação indébita no estado de São Paulo. Quando questionado sobre a origem do veículo, o suspeito informou que teria pego o carro em caminhão cegonha em frente terminal Morenão em Campo Grande e que receberia a quantia de R$500 pelo serviço.

Ainda sob questionamento sobre demais ilícitos no local, o homem demonstrou nervosismo, levantando suspeita na equipe policial que conduziu busca mais apurada no carro, onde encontrou 5 tabletes de maconha no assoalho dos bancos traseiros.

Em alçapão dentro do imóvel do foi identificado um saco contendo mais 70 tabletes da droga, bem como materiais para preparo e comercialização do entorpecente e ainda uma arma de fogo.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao infrator pelos crimes de falsidade ideológica, tráficos de drogas, receptação dolosa e evasão de local de custodia legal, sendo entregue a droga e o carro na Denar, totalizando 46 quilogramas de droga, e o autor conduzido a DEPAC CEPOL onde foi entregue para a Autoridade Policial competente.

Comentários