O Circuito Stopa abriu o calendário da natação em Mato Grosso do Sul, com provas neste sábado (24), na piscina do Rádio Clube Cidade, em Campo Grande. A competição, apoiada pelo Governo do Estado, via Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), também homenageou Luiz Antonio Stopa, personagem histórico do esporte e da Educação Física sul-mato-grossense, que faleceu em maio deste ano.

O torneio estadual, realizado pela Federação de Desportos Aquáticos de Mato Grosso do Sul (Fedams), reuniu 116 competidores de Campo Grande, Costa Rica e Aquidauana nas categorias mirim, petiz, infantil, juvenil, júnior, sênior, máster e absoluto. Segundo o presidente da Fedams, Marcello Vargas, o Circuito serviu para a iniciação de atletas na modalidade e de teste na aplicação de protocolos de biossegurança para futuras competições.

Circuito Stopa abre calendário da natação em MS
Para a competição foram adotados protocolos de biossegurança

“Testamos o ‘novo normal’ com a comunidade da natação neste campeonato para iniciantes, de acordo com medidas sanitárias. Tivemos o cuidado de fazer com que o atleta não tocasse em nenhuma superfície, além da aferição de temperatura corporal e preenchimento de formulário na entrada, higienização constante dos ambientes, a não presença de pódio e de premiação física, que foi feita por meio de certificado digital aos atletas e técnicos. Colocamos todos os protocolos em prática e vimos que estamos preparados para sediar outras competições”, detalha Vargas.

As medidas aplicadas no Circuito Stopa serão usadas em dois torneios nacionais nos próximos dois meses. Nos dias 27 e 28 de novembro, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) promoverá o Campeonato Nacional “Virtual” de Integração Nacional Mirim e Petiz de Natação e em 4 e 5 de dezembro o Infantil, Juvenil e Júnior.

As provas serão realizadas simultaneamente em piscinas de diversos Estados, incluindo Mato Grosso do Sul. “No mesmo dia e horário, haverá o envio dos tempos obtidos, por meio do sistema on-line da CBDA, de todas as localidades. Então, a entidade fará a compilação dos tempos de prova e indicará o primeiro colocado”, explica o presidente da Fedams.

Eterno legado

O Circuito Stopa é uma das etapas dos torneios preparatórios e de iniciação da Fedams, que homenageia Luiz Antonio Stopa, grande incentivador da natação em Mato Grosso do Sul. O profissional de Educação Física, conhecido por sua extrema dedicação não só em relação ao desporto aquático, mas a todas as modalidades, faleceu em 3 de maio deste ano, após lutar há mais de um ano contra um câncer no estômago.

Circuito Stopa abre calendário da natação em MS
Os filhos José e Érica receberam homenagem prestada ao pai Luiz Antonio Stopa

Por mais de 40 anos, Stopa defendeu a categoria e trabalhou na formação de novos profissionais, atuando como professor universitário. Nos últimos anos, foi membro da Diretoria Superior e de Assessoramento da Fundesporte e presidente licenciado (para tratamento médico) do Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região (Cref11-MS).

Para o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, Luiz Stopa será sempre lembrado por sua importante contribuição à Educação Física, especialmente na criação do Cref11-MS. “O Stopa deixa um legado imenso de contribuição ao esporte e sempre lutou pela Educação Física, na orientação, fiscalização, valorização e defesa da profissão. Era um fã assíduo de esportes e encontrou na natação a sua paixão, além de ser um profissional comprometido, dedicado leal e fiel às suas convicções. Isso sem contar o grande ser humano que foi, querido por todos à sua volta”.

Durante o evento no sábado, foi feita solenidade de homenagem aos familiares do profissional e técnicos de natação, com a entrega de troféu especial do Circuito Stopa. “É muito importante esse reconhecimento ao nosso pai, de ter a história perpetuada com a escolha do nome para o Circuito e continuar tendo essa relevância à natação sul-mato-grossense, mesmo após seu falecimento. Foi um orgulho imenso poder homenagear nosso pai diante de amantes e praticantes da natação”, releva José Stopa Neto, de 26 anos, que, com o microfone em mãos, versou sobre a história de seu pai ao receber a condecoração.

Erica Lino Stopa, de 29 anos, filha mais velha de Luiz Antonio, conta que seu pai a ensinou a amar o esporte aquático. “Ele sempre assistia a competições de natação e a gente acabava acompanhando também, principalmente nas Olimpíadas. Então, tem essa tradição de acompanhar o esporte e é uma forma de manter viva a memória do nosso pai”.

Comentários