Saúde

Artigo: Já aplicou o protetor solar hoje?

Produto deve ser usado todos os dias, mesmo em dias sem sol.

 

10/01/2020 10h30
Por: Redação

 
Foto Ilustrativa Foto Ilustrativa

Usar um bom protetor solar deveria fazer parte da rotina diária das pessoas, pois além de contribuir para manter a pele mais bonita e saudável, combate envelhecimento precoce, ressecamento, oleosidade excessiva, melasma, lesões pré-malignas, manchas, rugas e o principal – previne o câncer de pele.

O uso do produto também é indicado para casos de doenças dermatológicas, desencadeadas ou agravadas pela exposição solar, como o pênfigo (bolhas na pele), lúpus cutâneo, rosácea, vitiligo, albinismo e outras.

Médico dermatologista da Unimed Campo Grande, Dr. Alexandre Moretti, explica que protetor solar deve ser utilizado diariamente, especialmente em áreas do corpo expostas ao sol. "A indicação é utilizar o protetor solar principalmente nas áreas expostas ao sol, como rosto, braços, antebraços e pernas. Como vivemos em um País tropical, onde temos o hábito de usar decotes, blusas de mangas curtas, shorts, saias e bermudas, é importante ressaltar que essas áreas do corpo também precisam ser protegidas dos raios solares".

De acordo com o especialista, a Sociedade Brasileira de Dermatologia orienta o uso do protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) acima de 30 e o PPD, abreviação do inglês de ‘Persistent Pigment Darkening’, que significa ‘Escurecimento Persistente do Pigmento’, acima de 12, pois é ele quem quantifica a proteção oferecida por um protetor solar contra a radiação ultravioleta (UVA).

A escolha do fator de proteção vai depender muito das características da pele de cada pessoa, por isso, o mais indicado é consultar um médico dermatologista. "Há casos em que é indicado o uso do produto com FPS maior, variando de 30 a até 99, dependendo de cada indicação clínica do médico dermatologista", explica.

Moretti reforça que a aplicação do protetor solar deve ser feita mesmo em dias sem sol. "Importante destacar que o protetor solar deve ser utilizado mesmo em dias nublados ou chuvosos, porque a radiação ultravioleta, especialmente a do tipo B, principal fator desencadeante do câncer de pele, é capaz de atravessar as camadas de nuvens e chuvas", finaliza.

Comunicação Unimed Campo Grande.

Envie seu Comentário