Stéphanie, vice-presidente do Sindicato Rural de Três Lagoas. (Foto/Divulgação)

Lançada em maio pelo Mapa, ‘AnalisaCAR’ dará mais celeridade nos processos de serviços ambientais

Com maior celeridade na análise do CAR (Cadastro Ambiental Rural) e, consequentemente mais segurança jurídica no campo, produtores rurais de Mato Grosso do Sul terão a oportunidade de ampliar ainda mais os investimentos em seus empreendimentos agropecuários. “O dinamismo do AnalisaCAR representa modernização e o destrave dos processos relacionados a serviços ambientais”, acredita a produtora rural de Três Lagoas, Stéphanie Ferreira. Esse é tema da série #TransformandoVidas desta semana.

“O CAR, como muitos já sabem, é o registro público e obrigatório das informações ambientais das propriedades rurais. Mais de 96% de toda a área dentro de propriedades rurais aqui do nosso estado estão inseridos no CAR, porém apenas 3% desse total já foi analisado. Isso porque, até então essa análise era feita de forma manual pelos técnicos. Por isso, o Mapa [Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento] lançou em maio o ‘AnalisaCAR’, que é um programa que vai trazer mais celeridade nesse processo, utilizando informações e tecnologias de sensoriamento remoto para dinamizar e automatizar esse processo”, detalha Stéphanie, vice-presidente do Sindicato Rural de Três Lagoas.

Essa agilidade, segunda ela, auxilia e reforça ainda o compromisso dos produtores rurais com a sustentabilidade em toda atividade agropecuária.

“A análise mais rápida do CAR vai promover o destrave dos investimentos, a negociação dos ativos ambientais, o desenvolvimento dos pagamentos por serviços ambientais e trazer maior segurança jurídica aos produtores, visto que a gente consegue comprovar a regularidade ambiental das propriedades. Nesse contexto, validam as informações que estão cadastradas e reafirmam o nosso compromisso de sustentabilidade”, acrescenta Stéphanie.

Comentários