(Foto: Iagro)

O cadastro das áreas de plantio de soja, safra 2021/2022, encerrou no último dia 10 de janeiro, em Mato Grosso do Sul, com um aumento de 12% de área cadastrada em relação à safra 2020/2021. A área cadastrada na Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) foi de 3.136.128,13 hectares, referente à 88% da área de plantio estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a Agência, dos 78 municípios com cultivo de soja, 65 ultrapassaram o cadastro de plantio em relação à safra anterior, destacando os municípios de Aparecida do Taboado, com 270% de aumento de área cadastrada (859 ha em 2021 para 3.178,97 na safra atual), Inocência, Nioaque, Aquidauana e Caracol que também fecharam com mais de 100% de participação. Inocência, que em 2021 cadastrou 314,98 ha de área plantada, nesta safra registrou 838,89 ha para 2022. Apenas 13 municípios cadastraram área de plantio inferior à safra anterior.

Para o Diretor Presidente, Daniel Ingold, o percentual positivo do cadastro das áreas de soja na Iagroé importante, pois demonstra o comprometimento dos produtores em adotar medidas para prevenir a incidência da ferrugem asiática da soja.

O cadastro da área de plantio de soja, que é obrigatório desde 2006, a adesão e envolvimento dos produtores, vem crescendo a cada ano, conforme aumento da área plantada no Estado, possibilitando o planejamento das ações da Defesa Sanitária Vegetal e o cumprimento das medidas fitossanitárias de prevenção e controle da ferrugem asiática da soja. Lembramos que, mesmo fora do prazo, o cadastro é obrigatório até dia 30 de setembro de 2022.

Comentários