22.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 12 de abril, 2024
spot_img

Com queda de 60% nas doações, bancos de leite humano da Capital estão com estoque baixo

Campo Grande está precisando de doações de leite materno, alimento esse que é considerado essencial para os recém-nascidos.

Dados disponibilizados pelo Banco de Leite de Mato Grosso do Sul indicam que houve uma queda de 60% no volume de doações nestes dois primeiros meses do ano.

O principal motivo é o período de férias e de Carnaval, quando muitas mulheres viajam e deixam de fazer a retirada do leite materno.

A Maternidade Cândido Mariano, que é uma das maiores do Estado, precisa de pelo menos 10 litros de leite por dia para atender a demanda.

Para ter uma noção da situação crítica do estoque, na sexta-feira (1º) apenas cinco litros foram doados na maternidade campo-grandense.

Atualmente, são 53 bebês internados no estabelecimento hospitalar. Quando há falta de leite no estoque, é preciso fazer o racionamento.

O leite humano é importante para o desenvolvimento saudável dos recém-nascidos por conter todos os nutrientes necessários, além de ser rico em anticorpos.

Para bebês prematuros e com baixo peso, o leite humano é ainda mais crucial, pois auxilia no crescimento e na proteção contra doenças graves.

Se você tem leite para doar pode entrar em contato com os bancos de Campo Grande nos telefones abaixo. Em alguns casos, a equipe vai buscar diretamente na sua casa.

  • Banco de Leite do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS): (67) 3378-2715;
  • Banco de Leite da Cândido Mariano: (67) 67 3041-4735;
  • Banco de Leite do Hospital Universitário (HU): (67) 3345-3027 ou enviar mensagem pelo WhatsApp (67) 99154-2730.
Fale com a Redação