Carne Bovina. (Foto/Divulgação)

Frigoríficos brasileiros deverão passar por inspeções no primeiro trimestre do próximo ano, isso deverá ser realizado por técnicos russos, antecedendo a concessão do governo Russo da cota de aproximadamente 30 mil toneladas de carne bovina e 10 mil toneladas de suína com tarifa de importação zerada durante o período de seis meses.

O compromisso foi firmado entre a à ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimelnto, Tereza Cristina durante visita à Rússia, pelo chefe do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária do país, Sergey Dankvert.

Com a vinda das autoridades russas ao Brasil e a efetivação das inspeções, permitirá a habilitação de novas plantas frigoríficas brasileiras para exportação para o país. A tarifa de exportação para a Rússia atualmente, até 530 mil toneladas, é de 15%. 

A notícia vem em boa hora quando a China segue com suspensão à compra da carne bovina brasileira após casos atípicos de vaca louca. 

No início deste mês, um levantamento da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) mostrou que o volume de exportações de carne bovina brasileira caiu 43% no mês de outubro quando comparado ao mesmo período de 2020.

Com informações: Capital News

Comentários