(Foto: Reprodução/Internet)

O sinal Wi-Fi é fraco em certos ambientes da sua casa? Seus familiares reclamam que não conseguem se conectar ou você tenta jogar mas sua conexão tem lag? Estas são situações comuns, uma vez que os roteadores podem sofrer interferências que prejudiquem o desempenho.

Mais do que contratar um plano de internet adequado para o seu consumo, é preciso escolher equipamentos de qualidade e tomar alguns cuidados. Quer saber como? Então acompanhe o texto e confira 4 dicas para melhorar o seu sinal Wi-Fi.

Roteadores Wi-Fi: como escolher o melhor

Antes das dicas para melhorar o sinal da sua conexão Wi-Fi, vamos falar de uma outra questão muito importante: como escolher o melhor roteador para o seu cenário?

Considere os seguintes pontos:

  • Velocidade da internet:  taxas de velocidade de download e upload do seu plano de internet, contratado diretamente com seu provedor de internet. Esse ponto é determinante para saber se você precisará de um roteador com portas Gigabit ou Fast Ethernet. Há roteadores que suportam até 100 Mbps e outros que alcançam 1 Gbps de velocidade.
  • Quantidade de dispositivos conectados: se forem muitos, um roteador com apenas a frequência 2,4 GHz pode não ser suficiente.
  • Tamanho do ambiente: Ambientes grandes ou com muitos obstáculos e interferências, precisam de soluções como o Twibi da Intelbras, com a tecnologia Mesh.
  • Tecnologia: roteadores com tecnologia Mesh são os mais eficientes do mercado atualmente, pois criam uma malha de sinal estável em todos os ambientes que você desejar e acabam com as “zonas mortas”. Proporcionam uma grande área de cobertura e flexibilidade, pois os módulos podem ser instalados em diferentes ambientes de acordo com a necessidade de cobertura do sinal Wi-Fi.
  • Acessibilidade: para gerenciar facilmente sua rede, ver quem está conectado, ter controle parental e criar rede Wi-Fi para visitantes, procure por produtos que contam com aplicativo mobile.

Dicas para melhorar o sinal Wi-Fi

mulher utilizando um notebook
Intelbras/Divulgação

Agora que você já escolheu o roteador mais adequado para seu cenário, vamos às dicas para usufruir do melhor desempenho do seu aparelho.

1. Instale seu roteador no melhor local possível

O sinal Wi-Fi se propaga em ondas e em “formato de pizza”, assim, sua intensidade diminui na medida que nos distanciamos do aparelho. Portanto:

  • Escolha um local onde o sinal possa ser propagado sem encontrar barreiras em um raio de 1 metro, pelo menos;
  • Não coloque o roteador dentro de caixas ou móveis fechados;
  • Posicione-o em um local relativamente alto – como na altura da cintura ou ombros — e na parte mais central da sua casa.

Se isso não for possível, procure por roteadores com tecnologia Mesh, como o Twibi Wi-Fi 5 Mesh. Isso porque roteadores com essa tecnologia são ideais para levar sinal Wi-Fi de qualidade por todo ambiente. Por ser um sistema modular, é possível utilizá-lo para cobrir desde ambientes pequenos até grandes casas e apartamentos.

O kit Twibi vem com dois módulos e conta com duas versões. Uma para planos de internet de até 100 mega e cobertura de sinal Wi-Fi de até 200 m² e outra versão para planos acima de 100 mega, com até 360 m² de cobertura. Estes são os valores médios recomendados, porém, dependendo do perfil de uso e de características como ambiente de instalação e interferências próximas, pode haver alteração para mais ou para menos. A área de cobertura pode ser ampliada adicionando mais módulos Twibi, com um máximo de 6 módulos por rede.

2. Afaste objetos e dispositivos que interferem no sinal

Paredes muito grossas são um obstáculo para a propagação do sinal de Wi-Fi. Azulejos também podem interferir bastante. Algumas dicas são:

  • Não posicione o roteador muito perto de espelhos, pois a superfície metálica destes objetos é altamente refletora;
  • Evite colocar muitos objetos ao lado do roteador;
  • Afaste aquários e fontes do seu aparelho, pois a água também pode interferir negativamente no desempenho do seu sinal Wi-Fi.

Fique atento aos dispositivos eletroeletrônicos que também podem interferir no seu Wi-Fi como: forno microondas, outros roteadores, alto-falantes, e outros equipamentos sem fio. Equipamentos eletroeletrônicos sem homologação ANATEL também podem prejudicar o seu sinal.

aparelho de wi-fi ao lado de uma planta sobre uma mesa
Afaste objetos e dispositivos que interferem no sinal. Imagem: Intelbras/Divulgação

3. Mantenha seu roteador atualizado e seguro

Você já atualizou o firmware do seu roteador alguma vez? Esta é uma forma muito simples e eficiente de manter seu roteador com as atualizações de segurança e melhorias implementadas pelo fabricante.

Para atualizar você deve:

  • Baixar a última versão do firmware do modelo do seu aparelho no site da marca;
  • Acessar o painel de controle do roteador via interface web;
  • Acessar a opção atualização de firmware, selecionar o arquivo que você baixou e fazer o upgrade.

Nos roteadores que permitem o acesso por aplicativo você recebe notificações dentro do próprio aplicativo quando as atualizações forem necessárias e basta clicar em “permitir” que a atualização será feita automaticamente. É o caso dos roteadores da linha ACtion e Twibi da Intelbras.

Outra maneira de aumentar a segurança é escolher um padrão de segurança mais avançado, como o WPA2 ou WPA3. Não esqueça de definir uma senha alfanumérica forte com letras, números e caracteres especiais — e  mudá-la com frequência.

4. Use roteadores e dispositivos pessoais com tecnologias mais recentes

Você pode  resolver grande parte da interferência no sinal Wi-Fi com o uso de roteadores dual band AC (Wi-Fi 5), que operam tanto na frequência 2,4GHz quanto na 5 GHz. Estes possuem protocolos 802.11ac e garantem um tráfego maior de informações no mesmo intervalo de tempo quando comparados aos aparelhos que possuem tecnologias anteriores e que só operam em 2,4 GHz. Além disso, a frequência 5 GHz possibilita o tráfego de mais velocidade e a conexão de mais dispositivos ao mesmo.

Dispositivos que operam somente na frequência 2,4 Ghz são mais comuns, assim essa faixa se torna mais congestionada e acaba sofrendo mais interferências. Se não puder migrar para o Wi-Fi 5 agora, verifique qual canal está sendo menos usado no seu ambiente — aplicativos como o Wifki Analyzer podem ajudá-lo — e selecione-o nas configurações do roteador.

Alguns aparelhos mais modernos, como celulares, notebooks e Smart TVs já operam em 5 GHz. Sendo assim, os roteadores Wi-Fi 5 são uma ótima opção para quem possui muitos dispositivos conectados dentro de casa e necessita de um sinal estável por todo ambiente.

Conclusão

Invista nos melhores roteadores residenciais do mercado para otimizar a velocidade, cobertura e estabilidade da sua internet, assim como garantir mais segurança e praticidade para seu dia a dia.

Os roteadores Intelbras da linha Twibi Wi-Fi Mesh contam com aplicativo gerenciador para monitorar os dispositivos conectados, criar redes Wi-Fi temporárias para visitas, controlar acesso a sites e determinar horários de navegação para os pequenos. Com ele, você garante uma ótima conexão Wi-Fi pela casa toda.

Comentários