Divulgação

O local de trabalho pode ser um ambiente de fácil transmissão de doenças respiratórias, como o novo coronavírus. Com o contato diário e constante entre pessoas e o compartilhamento de documentos, equipamentos e materiais, é possível que o vírus se espalhe facilmente. Neste momento de pandemia, algumas medidas de prevenção a possíveis contaminações podem ajudar.

A médica infectologista Márcia Dal Fabbro explica que, o primeiro cuidado, ao chegar no local de trabalho, deve ser em relação ao registro de ponto. “Aquele é um ambiente em que as pessoas batem o dedo ao entrar na empresa. Então, logo após colocar a sua digital, é preciso passar álcool 70% nas mãos. Antes de começar a trabalhar, lavar bem e limpar a mesa mais de uma vez ao dia”.

Além da mesa, a infectologista explica que também é interessante higienizar os materiais de maior contato do trabalhador, como o mouse e teclado do computador, por exemplo. “Para objetos, o álcool 70%, em gel ou líquido, é suficiente para promover a desinfecção”.
Outro ambiente de fácil proliferação de bactérias, conforme apontado por Márcia, e para o qual se deve ter cuidado, é o banheiro. “É preciso ter todos os cuidados de higiene e em manipular alguns ítens, como a descarga, em que todos colocam as mãos. Também, o trinco da porta. É preciso lavar bem as mãos todas as vezes”.

Ainda, a infectologista recomenda para a precaução com os objetos de uso pessoal do funcionário. “Xícaras, copos e toalhas devem ser de uso particular. Ou, no caso, optar pelos descartáveis. Assim, evitamos a proliferação do vírus”.

Para funcionários que se alimentam no trabalho, a cautela neste momento deve ser redobrada, segundo a médica infectologista. “Nos refeitórios, deve-se evitar tossir ou falar próximo aos alimentos, no momento de se servir. Ao conversar, é possível que o indivíduo solte gotículas e contamine o alimento”.

Por último, Márcia salienta para que funcionários com qualquer manifestação suspeita no organismo, não frequentem o ambiente laboral. “O colaborador que manifestar qualquer sintoma que possa remeter à Covid-19 deve permanecer em casa, para não possibilitar a contaminação dos colegas de trabalho”.

Por: Sarah Santos / Ascom Cassem

Comentários