Escola Sesi. (Foto/Divulgação)

Falta apenas um mês para o primeiro dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), quando mais de 3 milhões de candidatos irão responder a questões de linguagens e ciências humanas, além de escrever a redação. Nessa reta final de preparação, o SESI traz sete dicas valiosas para quem vai encarar as provas que dão acesso ao ensino superior.

Como organizar os estudos nessa reta final? Qual a melhor estratégia? O que o candidato deve priorizar ou evitar para chegar mais bem preparado no dia do exame? Quem responde a essas e outras perguntas é a professora Rosa Maria dos Santos que leciona Português, Literatura e Redação na Escola SESI Naviraí. Nas próximas semanas, levaremos até você as dicas mais quentes de todas as disciplinas que serão cobradas no Enem 2021. 

1. Acalme-se!

Praticamente tudo o que deveria ter sido aprendido no ano letivo já foi ensinado. Então, nessa reta final, não é hora de buscar aprender conteúdos novos. Isso vai deixar você mais desesperado e ansioso. Procure revisar aquilo que você já aprendeu. Concentre-se em resolver exercícios e simulados, seja de exames anteriores ou de concursos, para tirar dúvidas pontuais ou reforçar aquilo que já foi aprendido.

2. Organize seu tempo

Reserve pelo menos duas horas por dia para estudar com foco no Enem. Mas atenção: os alunos do Ensino Médio não podem deixar a escola de lado e se concentrar apenas no Enem. Como muitos estarão em época de provas, divida o seu tempo entre as duas preparações. Essa organização é fundamental, porque uma cabeça tranquila pensa melhor do que uma cabeça preocupada.

3. Treine a redação e compare com as “Nota 1000”

Sempre recomendo aos candidatos que façam uma redação por dia nessa reta final ou, então, pelo menos uma redação por semana. Procure criar o seu próprio padrão de texto, pois assim terá mais confiança na hora do exame. Também vale a pena comparar seus textos com as redações “Nota 1000”. Essas redações com nota máxima nem sempre são fantásticas, apenas contemplam todos os critérios de avaliação da banca. Veja o que falta na sua redação e o que pode ser aproveitado das redações com nota máxima. 

4. Concilie estudo e lazer

Dá para encontrar um meio-termo, se divertir sem extrapolar. Não é bom ficar somente estudando e esquecer da parte mental e física. Sair no fim de semana, ter momentos de lazer com amigos, é algo que ajuda bastante. Se o candidato tiver firmeza de disciplina nos estudos ao longo da semana, pode relaxar no fim de semana e retomar com carga total na segunda-feira seguinte.

5. Tenha o celular como aliado, não como vilão

Vários aplicativos que ajudam o candidato a criar rotinas de estudo, revisar conteúdo e fazer simulados. Só que o celular também é uma fonte permanente de distrações, com jogos, redes sociais e notificações. A boa notícia é que já existem aplicativos que bloqueiam temporariamente o acesso a outros que tiram o foco do aluno. Mas lembre-se: é você tem de fazer uma autoavaliação e não ceder às distrações enquanto estuda. 

6. Redação: fazer primeiro ou deixar por último?

Sugiro sempre aos alunos que façam a redação primeiro. Ao receber a prova, dê uma folheada pelas questões, pois elas geralmente trazem algum elemento que pode ajudá-lo na hora da redação. Depois, faça o rascunho e passe a redação limpo sem mudar nada nesse processo. É nessa hora de transpor o texto que muitos alunos acabam se atrapalhando.

7. Fique atento ao enunciado da questão

A interpretação de textos não está presente apenas nas questões de linguagens. Às vezes uma questão de matemática ou de ciências da natureza pode ser resolvida apenas com a correta interpretação do enunciado. Por isso, leiam com muita atenção os comandos das questões.

Informações básicas sobre o Enem 2021

O Enem 2021 será aplicado nos dias 21 e 28 de novembro. Este ano, são mais de 3 milhões de candidatos inscritos nas duas versões do exame (prova impressa e digital). 

Os participantes fazem provas de quatro áreas de conhecimento: Linguagens, códigos e suas tecnologias; Ciências Humanas e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias; e Matemática e suas tecnologias. Ao todo, são 180 questões objetivas e uma redação.

O candidato pode usar a nota final do Enem para ingressar diretamente em faculdades e universidades em todo o Brasil e até em Portugal. Ou então, pode concorrer a vagas por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificado). O aluno aprovado pode solicitar bolsas do ProUni (Programa Universidade para Todos) ou acesso a crédito do Fies (Financiamento Estudantil).

Comentários