21.8 C
Campo Grande
terça-feira, 23 de abril, 2024
spot_img

Confira as seis dicas para você ficar por dentro do programa Pé-de-Meia

Combater a evasão escolar e proporcionar ao aluno do ensino médio condições para que ele possa terminar os estudos. Esses são alguns dos objetivos do Pé-de-Meia, do Governo Federal. A Caixa já iniciou os pagamentos do programa que prevê incentivo de até R$ 2 mil por ano (R$ 200 de incentivo matrícula + até 9 parcelas de R$ 200) aos alunos que apresentarem frequência escolar adequada e que atendam às demais condições do Pé-de-Meia.

Para que você, estudante ou responsável, não perca nada, o CAIXA Notícias preparou um material especial com dicas do Pé-de-Meia.

Então, vamos a elas:

1 – Quem pode participar do Pé-de-Meia?

Participam do Programa Pé-de-Meia os estudantes de baixa renda matriculados no ensino médio das redes públicas, com idade entre 14 e 24 anos, que integrem famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, e estejam no Programa Bolsa Família.

2 – Preciso me inscrever para participar do programa?

Não precisa se inscrever. A seleção dos estudantes é feita pelo Ministério da Educação (MEC). O estudante pode conferir se foi selecionado pelo aplicativo do MEC Jornada do Estudante.

3 – Onde os pagamentos são feitos?

Os pagamentos do Pé-de-Meia são feitos, exclusivamente, na conta CAIXA Tem em nome do estudante, independentemente de sua idade.

4 – Preciso ir a uma agência da Caixa para abrir a conta?

Não é necessário ir até uma agência da Caixa para abrir a conta. O banco vai abrir uma conta Poupança Social Digital no Caixa Tem, de forma automática, para os estudantes contemplados.

5 – Meu filho é menor de idade. Preciso autorizar a movimentação da conta?

Sim, precisa. Será necessária a autorização do responsável legal para liberação do acesso à conta. Tudo feito direto no celular. Rápido, fácil e seguro.

6 – Meu filho não tem celular. E agora?

Se o responsável legal tiver celular, mesmo que já use o Caixa Tem com sua própria conta, poderá utilizar o mesmo aparelho para acessar a conta do estudante. Se ninguém da família tiver celular ou for apresentado qualquer outro problema na utilização o estudante poderá ser atendido em qualquer agência da Caixa, nos mesmos moldes do beneficiário social que não tem celular.

Fale com a Redação