(Foto: SC Corinthians Paulista/Facebook)

Calleri abriu o placar no 1º tempo, mas Adson fez nos minutos finais; goleiro Cássio foi o destaque e garantiu a liderança ao Timão

A liderança do Brasileirão foi ameaçada, mas não vai mudar de dono nesta sétima rodada. Na tarde deste domingo (22), o Corinthians saiu atrás em casa, mas buscou o empate por 1 a 1 com São Paulo no clássico Majestoso, e continua na primeira posição, agora com 14 pontos.

Calleri, nos acréscimos do primeiro tempo, abriu o placar na Neo Química Arena. Já aos 34’ da etapa final, Adson deixou tudo igual. Com o resultado, o Tricolor vai a 12 pontos e segue no G4, em terceiro.

O empate também representou a manutenção de um tabu de oito anos (desde 2014), já que o time do Morumbi segue sem vencer o Timão em Itaquera. Agora são 16 jogos, 10 vitórias alvinegras e 6 empates. Por outro lado, o time de Parque São Jorge segue sem vencer rivais nesta temporada. 

Apesar do gol salvador de Adson, o placar também foi construído muito graças a Cássio, o único que participou dos 15 clássicos anteriores em Itaquera e que foi fundamental para a manutenção da invencibilidade neste domingo. Foram três defesas difíceis no primeiro tempo e uma grande defesa nos últimos minutos do jogo.

Próximos jogos

O Corinthians agora vira a chave e foca na Libertadores. Na quinta-feira (26), o Timão encara o Always Ready, da Bolívia, novamente em casa. O jogo é válido pela última rodada da fase de grupos.

Um dia antes, o São Paulo recebe o Ayacucho, do Peru, no Morumbi, pela rodada final da fase de grupos da Sul-Americana. Já classificado, o Tricolor deve poupar o time.

O jogo

Empurrado por mais de 44 mil corintianos, o Timão começou em alta velocidade. Foram 110 minutos de pressão na saída de bola do São Paulo, que conseguiu se segurar.

Tanto que a primeira grande chance foi do Tricolor, aos 18’. Calleri recebeu na meia-lua e, com toque de primeira, deixou Alisson na cara de Cássio. O meia invadiu a área, chutou firme de primeira, mas viu o goleiro fazer grande defesa, evitando o gol com a ponta dos dedos.

Aos 27’, Cássio brilhou novamente. Com liberdade, Rodrigo Nestor fez como manda o coro da torcida são-paulina, tocou para Calleri, mas o gol não veio graças ao camisa 12 do Timão, que defendeu cabeceio à queima-roupa.

Com meia hora de jogo, o domínio era dos visitantes: quase 60% de posse de bola e duas chances claras de gol salvas por Cássio. Apesar da soberania tricolor, foi o Corinthians quem marcou primeiro, com Jô, mas o gol foi anulado pelo VAR (árbitro de vídeo) que pegou impedimento de Renato Augusto antes do cruzamento.

O primeiro tempo caminhava para um empate sem gols quando, após uma confusão que gerou três cartões amarelos, o São Paulo chegou ao gol. Já aos 50’, Reinaldo cobrou a falta na área, Diego Costa ajeitou para Alisson, que cruzou na pequena área e encontrou o centroavante argentino: domínio e chute cruzado, dessa vez sem chances para Cássio.

Segundo tempo

Os dois treinadores mudaram no intervalo. Tanto Vítor Pereira quanto Rogério Ceni desmancharam a linha de três zagueiros. No Timão, Adson entrou na vaga de Gil, enquanto no Tricolor entraram Patrick, Rafinha e Eder para saídas de Reinaldo, Igor Vinícius e Luciano.

Com 4’, Maycon invadiu a área pela direita, deixou Diego Costa no chão e chutou cruzado. Rodrigo Nestor chegou antes e mandou para escanteio.

O São Paulo balançou a rede em Itaquera novamente aos 17’, mas o bonito gol de Eder, que driblou Cássio e completou, foi bem anulado por impedimento.

Na casa dos 20’, o Timão iniciou a pressão. Foram duas chances criadas, com Jô, em chute desviado para escanteio, e em bola cruzada de Mantuan que Diego Costa quase fez contra – Jandrei salvou.

Aos 35’, as mudanças surtiram efeito para o Corinthians. Júnior Moraes deu belo passe para Lucas Piton, que cruzou na cabeça de Adson: 1 a 1.

Os últimos instantes foram eletrizantes. O Corinthians pressionou, mas o grande lance foi do São Paulo. E, novamente, Cássio salvou.

Aos 48’, Léo recebeu na linha de fundo e cruzou para Igor Gomes livre dentro da área. O camisa 26 cabeceou para baixo, e o goleiro se esticou todo para salvar mais uma vez. No lance, Cássio caiu no gramado com muitas dores no ombro e foi substituído por Matheus Donelli. O gigante da Fiel saiu sob aplausos. Final de jogo: 1 a 1.

Fonte: R7

Comentários