O lendário coronel reformado da Polícia Militar e ex-comandante do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), Adib Massad, será velado na Câmara Municipal de Campo Grande. Ele faleceu na tarde de ontem (3) por complicações de saúde e a idade avançada.

O velório esta marcado entre as 13h30 e 15h30 de hoje (4), limitado a dez pessoas por vez no local, seguindo normas de biossegurança em relação a pandemia do novo coronavírus. Já o sepultamento será as 16h30 no Cemitério Memorial Park, que fica na Rua Francisco dos Anjos, Jardim Universitário, na Capital. Adib estava internado há vários dias no hospital Unimed e ontem acabou falecendo.

Ele é considerado um grande líder na história da PM, com mais de 30 anos de serviços prestados. Coronel Adib foi para reserva remunerada em 05 de maio de 1988, tendo sido reformado em 21 de novembro de 1994.

Coronel Adib Massad será velado na Câmara Municipal de Campo Grande

Adib Massad entrou nas fileiras da corporação no ano de 1953, se tornando conhecido por todo trabalho realizado visando a segurança da população sul-mato-grossense. Respeitado por ser um policial correto e implacável no cumprimento da lei, principalmente por ter ajudado a criar e comandado por seis anos o antigo Grupo de Operações de Fronteira (GOF), que nos dias atuais é conhecido com DOF.

A sua trajetória rendeu um livro, “A História”, de autoria do escritor Guimarães Rocha, face sua fama adquirida, principalmente na região de fronteira do Estado, entre o final dos anos 80 e primeira metade da década de 90.

Após se aposentar na PM e passar para reserva remunera, foi eleito em 1996 como vereador da cidade de Dourados, onde está baseado a sede do DOF. Na época obteve 2.830 votos, sendo o mais votado naquele pleito eleitoral. Adib chegou a tentar reeleição, e não obtendo votos necessários, acabou mudando para Campo Grande.

Comentários