Divulgação

Os cortes de água para as famílias de baixa renda continuam suspensos por tempo indeterminado, nos 68 municípios atendidos pela Sanesul. A medida, anunciada pelo governador Reinaldo Azambuja, leva em conta os impactos da pandemia na economia.

Cerca de 12 mil famílias, o que corresponde a aproximadamente 50 mil pessoas, cadastradas na Tarifa Social, serão beneficiadas pela medida.

Já para os outros usuários com faturas em atraso, será oferecida a possibilidade de parcelamento de débitos em até 24 prestações com perdão de juros e multa.

Ainda para amenizar os impactos da pandemia, o governo do Estado suspendeu, durantes os meses de abril, maio e junho, o pagamento das contas de água. Também durante esses 90 dias, o corte de água ficou proibido em todas as unidades consumidoras da Sanesul.

Além disso, naquele período, a administração estadual e os municípios abriram mão do ICMS da conta de luz de mais de 142 mil famílias de baixa renda.

E o Governo também aumentou em 33% o benefício do Vale Renda para 39 mil famílias e suspendeu as prestações dos contratos da Agehab (Agência Estadual de Habitação).

Katiuscia Fernandes – Subsecretaria de Comunicação

Comentários