28.8 C
Campo Grande
segunda-feira, 17 de junho, 2024
spot_img

CTG e Setlog fazem balanço das doações ao Rio Grande do Sul

O diretor do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Tropeiros da Querência, Mário Cavinatto e o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte e Logística (Setlog) de MS, Cláudio Cavol apresentaram, nesta segunda-feira (20), o balanço das ações em prol dos desabrigados do Rio Grande do Sul, que começou no dia 4 de maio.

Segundo Cavinatto, mais de 1.800 toneladas de roupas, alimentos e produtos de limpeza e higiene já chegaram em 27 municípios atingidos pelas chuvas no início de maio e as arrecadações não têm prazo para terminar. O CTG foi uma das primeiras instituições a se mobilizar para ajudar os gaúchos. Para ele, a parceria com o Setlog foi essencial para que as doações chegassem o mais rápido possível aos desabrigados, assim como a mobilização de toda a sociedade e dos voluntários.

Já Cláudio Cavol explicou que das 10 carretas que o SETLOG havia disponibilizado, o número foi superado logo nos primeiros dias e que o esforço junto dos empresários do setor de transporte já despachou 45 para o Rio Grande do Sul. “Os caminhões não são apenas de grandes empresários, mas de agricultores e pequenas empresas do Estado também”, explica.  Segundo ele, apesar das dificuldades para chegar por conta das estradas interditas, a ajuda chegou em tempo recorde.

“Algumas duraram três dias, normalmente duraria quatro. Foi muito emocionante não só para gente, mas para os motoristas, que nos relataram que em algumas cidades os caminhões eram esperados logo na entrada no trevo da cidade, sendo recebidos com aplausos”, disse Cavol.

O Diretor do Setlog, Gilberto Smozinski, explicou que cada carreta carregada é despachada imediatamente para a estrada. “O objetivo é que as doações cheguem o quanto antes aos desabrigados, por isso, não esperamos formar comboios para sair do estado”.

O coronel e coordenador-geral da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, Hugo Djan, também participou da coletiva de imprensa e destacou a importância de continuar a ação solidária.

Também participaram da coletiva os diretores do Setlog, Gelson Pavone, Gilberto Smozinski, Íris Carloto e Wellington Cenze.

Fale com a Redação