Divulgação

Um levantamento feito pelo Sinam (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) indica que o suicídio é a segunda causa de mortes violentas na Capital, tendo um crescimento de 112% nos últimos 10 anos. E a chegada da pandemia, pode potencializar esses dados, por isso, a Sociedade Psicanalítica de Mato Grosso do Sul (SPMS) vem trabalhando em projetos para auxiliar a população psicologicamente afetada pela Covid-19.

Um desses projeto é o Atendimento Humanitário em Saúde Mental, onde a população pode ter suporte emocional de forma gratuita por telefone. Catia Codorniz, presidente da SPMS, afirma que a busca pelo serviço se dá por diversas razões; “O aumento da ansiedade, crises de angústia, dificuldades para trabalhar, se relacionar e dormir, além do medo da morte ou da perda de entes queridos. Há também pessoas que procuram orientações para lidar com a depressão dos familiares, e é fundamental estarmos atentos aos sinais”.

De acordo com a psicanalista os sintomas são diferentes em cada faixa etária, na infância pode ser notada pelo aumento da dispersão da atenção, dificuldade em manter interesse em uma atividade, alterações de sono ou alimentares, além de adoecimentos constantes. “É muito mais fácil para uma criança dizer que está com dor, do que expressar a tristeza que está sentindo, ela pode ainda se demonstrar mais inibida ou com dificuldade de se separar de familiares”.

Já o adolescente busca se “fechar”, o isolamento de amigos e familiares é um indicativo importante da depressão, além de flutuações de humor, falta de energia vital, agressividade,  e do abuso de álcool e drogas.

Catia afirma que, apesar de necessárias, as recomendações de distanciamento impostas pela Covid-19  podem deixar traumas de longa duração e explica:” A depressão na infância e adolescência pode ser causada por um acúmulo gradativo de dificuldades em cada etapa da vida, traumas anteriores que são ativados ou reativados pelas angústias provocadas pela pandemia.

Serviço

A Sociedade Psicanalítica de Mato Grosso do Sul (SPMS) está disponibilizando gratuitamente consultas humanitárias em saúde mental para os cidadãos afetados psicologicamente pelos impactos do Covid-19.O atendimento pode ser solicitado por meio do site: http://spms.com.br/ ou pelo telefone: (67) 99141-4221.

Comentários