Ônibus da Capital. (Foto/Divulgação)

Na manhã desta quarta-feira (29) o prefeito Marquinhos Trad (PSD) anunciou durante entrevista em uma rádio da Capital, a publicação de um decreto no Diogrande (Diário Oficial da Capital) que limita em 5% reajustes para serviços como água e esgoto e transporte público no próximo ano em Campo Grande.

Conforme o prefeito em relação a tarifa de ônibus o reajuste ficará em R$ 0,21 passando dos atuais R$ 4,20 para R$ 4,41. Já no serviço de água e esgoto oferecido no município pela Águas Guariroba a mudança será em torno de R$ 30 para cerca de 80% dos consumidores.

Durante a entrevista o chefe do executivo destacou a importância da tomada de decisões de maneira justa e sensata que compreendam principalmente a questão social e ainda o fator pandemia que prejudicou diversos setores da economia. O Brasil vive hoje em um espiral inflacionário que atinge, principalmente, os mais vulneráveis. Considerando a obrigação legal e moral de um poder público não penalizar os mais pobres, está saindo um decreto que limita reajuste máximo de 5% para todas as empresas prestadoras de serviço público da cidade”, disse Marquinhos.

O prefeito ainda citou a inflação como base para a tomada de decisão, dizendo que não poderia acatar qualquer decisão a cima da inflação. A estimativa para o próximo ano segundo previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é de 4,79%.

“Eu preservo o princípio da segurança jurídica dos contratos, mas dou ao trabalhador a margem de uma política fiscal justa e tributariamente adequada. Essa medida dará ao trabalhador assalariado uma majoração de ganho de 50%”, projetou.

Comentários