29.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 23 de fevereiro, 2024
spot_img

Deputado Renato solicita recursos federais para reformas e ampliação de duas unidades de Saúde de Dourados

O vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado estadual Renato Câmara (MDB) apresentou, durante sessão plenária desta quarta-feira (07-02), Indicação ao Senador Nelson Trad Filho (Nelsinho Trad) solicitando a viabilização de recursos federais para realizar a revitalização, reforma e ampliação de pelo menos duas unidades de saúde já existentes no município de Dourados. 

“Recebemos este pleito oriundo da Câmara Municipal de Dourados, através do Ofício nº 662/2023 com cópia da Indicação nº 2493/2023 de autoria do vereador Olavo Sul, que, a pedido da população, solicita a alocação de recursos federais revitalização, para a reforma geral e ampliação de pelo menos duas unidades de saúde de Dourados, visando suprir a grande demanda e melhorar a qualidade dos atendimentos de pacientes vindos de todos os cantos do município”, justifica Renato Câmara.

De acordo com a Indicação aprovada em plenário, é de suma importância o atendimento da presente solicitação, visto que uma UPA de Porte I atende de 50.000 a 100.000 habitantes. “Dourados tem cerca de 260 mil habitantes. Sendo assim, a UPA Ampliada 24 horas, unidade de pronto atendimento, a ser constituída a partir do acréscimo de área a estabelecimento de saúde já existente e cadastrado no CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde), ampliaria os serviços de urgência e emergência para serviços de média e alta complexidade, sendo um meio-termo entre centro de saúde e hospitais, com mais recursos do que um posto de saúde”. 

Mais justificativas foram apresentadas pelo deputado Renato ao observar que: “a gravidade do risco, e não a ordem de chegada, determina a rapidez com que o paciente será atendido, proporcionando maior qualidade ao atendimento, desafogando a estrutura da UPA Central, para resolvermos os problemas de atendimento à população, como a constante falta de médicos, remédios e a superlotação no atendimento, que existem há anos”, finaliza o parlamentar em sua Indicação.

Fale com a Redação